Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mudar rotinas

02.09.11
A nossa vida vai-se moldando à medida que vamos alterando algumas coisas. Parece confuso, mas nem por isso. Olhando para a minha vida hoje e há 5 anos, a diferença é abismal. E é natural que assim seja. Afinal de contas, há 5 anos era só eu, agora somos 4 pessoas. Bem, adiante.

Com esta coisa de vir de transportes tive que fazer algumas adaptações ao dia-a-dia. Não me posso deitar às 3h, como acontecia antes. Portanto, costuras só até à meia noite (máximo) e durante o fim de semana. Tenho as ementas semanais feitas (anteontem fiz a da semana que vem, no comboio, a folhear uma revista da Bimby, portanto não tenho que me preocupar com isso nos próximos dias). De manhã tenho o cuidado de deixar a descongelar o que quer que seja que vá ser usado para fazer o jantar. Quando chego, é só tratar do jantar (enquanto o marido trata dos miúdos), pôr a mesa e jantar. Temos conseguido acabar de jantar por volta das 21h, 21h15. E, enquanto um de nós desespera com a miúda em sucessivos "come... miúda, come... come...", o outro tira a mesa e põe a loiça na máquina. Por volta das 21h45 estamos prontos a sair dali. Ele deita-se logo, assim que pomos os miúdos na cama. Eu aproveito para preparar o dia seguinte: ponho a mesa do pequeno-almoço, preparo roupas, mochila e o que vou levar para o trabalho no dia seguinte. Depois, ou costuro um bocado, ou vou tomar um duche e deitar-me. Não aguento mesmo andar a dormir cinco horas por noite, por isso tenho tentado deitar-me mais cedo.

De manhã, acordo uma hora antes de ter que sair de casa. Trato de mim, acordo a miúda, trato dela, tomamos o pequeno-almoço sentadas, acordamos o mais novo e saímos de casa. Deixo-a na escola, deixo o miúdo na avó e volto atrás para a estação. Apanho o comboio às 8h29 (mas quero passar a apanhar o das 8h19) e às 9h30 estou no trabalho. Entretanto já li um bom bocado, já actualizei a minha agenda (Rita, nem que eu viva 100 anos vou conseguir agradecer-te isto como deve ser!!), já anotei mentalmente o que espero do meu dia, já me espantei com os modelitos pavorosos que se vêem no comboio e já me preparei para o dia de trabalho.

Depois, ao fim do dia, volta tudo ao mesmo. E sinto que assim, sim, estou organizada. Não ando à nora, não ando ao sabor do vento. Tenho mão na minha vida e isto, para uma mãe-de-dois, parecendo que não, é fundamental.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D