Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"A Vidente"

11.11.13



Consegui finalmente terminar as 21' páginas que me faltava ler (cortesia do baptizado, que terminou ao fim da tarde, e do jogo do Benfica, que impediu que os meus filhos dormissem - demasiados gritos de "Golo" pelo meio e os putos sem dormir -, pelo que ficaram a fazer companhia à tropa que estava de plantão a ver o jogo).


Foi o terceiro livro da dupla que assina como Lars Kepler que li. E foi o melhor, mas assim de longe! Portanto, temos duas mortes e um inspector que está teoricamente impedido de investigar o que quer que seja por estar a ser alvo de uma investigação interna (porta-se mal, leva tau-tau). Depois desatam a aparecer personagens e uma pessoa às tantas não sabe para que lado olhar. De caminho, a personagem que dá nome ao livro só aparece quase a meio... e eu fui arranjando teorias e justificações que sustentassem cada uma das minhas teorias. Mas... acreditem, estava LONGE de imaginar aquele desfecho!! Muito bom, muito bem sustentado.

Agora, pontos fracos: a dada altura, a coisa arrasta-se um bocado. Há ali umas pontas que são do domínio da fantasia e que NUNCA aconteceriam numa situação real. Por exemplo, uma das suspeitas está a ser interrogada no hospital. Entra o tal investigador-que-não-pode-investigar e pede para assistir, promete que não abre a boca e autorizam-no a ficar lá. Depois, a meio, as duas pessoas que estão a fazer o interrogatório saem do quarto e deixam a rapariga, que é suspeita de ter assassinado duas pessoas, sozinha com o investigador-que-não-pode-investigar. Nunca na vida.

Ainda assim, é um daqueles livros que nos prende e que nos intriga. Recomendo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

De Maria João Monteiro a 12.11.2013 às 16:39

Olá, sempre que como truta salmonada agora lembro-me ti, o que posso fazer? ;) Li este livro antes dos outros da série e adorei. Fora as tais pastelices e o comissário Joona (raio de nome) andar por onde quer, pareceu-me muito bem! E aquele final? Fez-me ir ler os anteriores o mais depressa possível. O primeiro é um bocado lento, mas o segundo é jeitoso, MAS nada como este, cujo final nos faz ficar pendurados! Boas leituras, eu estou a ler uma Munro, «A vista de Castle Rock», e estou a gostar muito. MJ

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D