Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Help!!

23.09.13

Ó mães de crianças em idade escolar, ajudem-me cá numa coisa... PLEASE!

(Uma pessoa acha que está preparada para os acontecimentos e só quando se depara com eles é que vê que realmente está um bocadinho à nora...)

Com esta coisa da miúda na escola, tenho-me debatido com uma dúvida: limito-me a acompanhá-la nos TPC (ajudando, mas não fazendo eu, obviamente) ou vou-lhe incutindo hábitos de estudo?

Até agora, só trouxe TPC uma vez. Fizemo-los juntas e correu bem. Acontece que, logo no primeiro dia de escola, ela veio para casa a dizer que muitos colegas já sabem escrever o nome em letra manuscrita. Ela não sabe (não sabia, melhor dizendo). Pensei, portanto, em ajudá-la. Peguei num caderno que andava aqui perdido e fiz-lhe umas linhas de letras, para ela praticar. Foi assim que, logo nesse dia, aprendeu a fazer o L que dá início ao nome dela. Não insisto ao ponto de haver birra, mas gosto que ela se dedique. Ela já ganhou o hábito de se sentar na secretária quando chega a casa. Ora faz desenhos (adora!), ora trabalha no caderno. Eu vou-lhe dizendo que o que ela está a fazer é estudar e que vai ter que estudar sempre, não é só para os testes, até acabar a escola. Não quero pressionar, mas não quero abandalhar. Ela tem muito potencial e quero encaminhá-la da melhor maneira.
Portanto a pergunta é: em casa, só TPC ou também alguns exercícios/trabalhos consoante o que esteja a aprender?

 

[Muito, muito agradecida desde já!!]

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

De Raquel a 23.09.2013 às 10:42

Eu, regra geral, só lhes peço que façam os tpc.
Para além disso, a única coisa que faço é, caso veja alguma dificuldade, insistir um pouco nesse aspecto em particular. Por exemplo, se dão erros de português a escrever uma composição/exercício pedido, faço-os repetir uma linha de cada palavra que escreveram mal (as palavras difíceis, como se costuma dizer). A professora não pede, mas eu faço. Porque acho importante. O meu filho, no 4º ano, dá erros de arrepiar...so...
E não estou ao pé deles quando fazem os trabalhos. Ou vêm ter comigo, para alguma explicação ou pergunta, ou então vejo só no fim e corrijo com eles o que está mal.
Mas tu verás qual a melhor forma, como é que ela corresponde. Os meus, se eu apertar muito com eles, desmotivam e cansam-se. Tens de a conhecer. :)

De Anabela a 23.09.2013 às 10:43

Olá,
Por aqui, apesar de não ter filhos, posso falar do que fazemos com o meu irmão, que tem 8 anos.
Durante a semana limita-se a fazer os trabalhos de casa, mas ao fim de semana tentamos sempre fazer uma revisão do que foi dado na semana anterior. Ele estuda um bocadinho e faz uns exercicios dados por nós.
O mesmo se aplica nas férias. Geralmente tem 1h de estudo por dia. Primeiro acaba os livros e depois vai estudando e fazendo exercicios dados por nós.
Está neste momento no 3.º ano e posso dizer que esta estratégia tem resultado.

De Ines N a 23.09.2013 às 10:59

Se o professor não manda TPC não me preocupo muito com isso mas se sei que eles estão a ter dificuldades em alguma matéria fazemos alguns exercícios. Ensinar coisas que ainda não aprenderam na escola...nunca!

De fashionista a 23.09.2013 às 11:06

depende da criança, não há verdades absolutas e cada mãe tem um instinto que não falha! No caso da minha filha, nem precisei de acompanhar, ela senta-se, faz os trabalhos e, se tem alguma dúvida, pergunta. É organizada e metódica. O rapaz já é mais preguiçoso, mas não me sento com ele a fazer os trabalhos, acho que eles têm de se desenrascar e não podem estar à espera da nossa ajuda. Nunca ensinei nada em casa, mas quando era miúdo, como a professora se queixava da caligrafia, passava-lhe umas cópias (e isto também ajudou a criar o hábito de ter todos os dias um trabalho e a estar concentrado). Se vires que ela é metódica e responsável, não te preocupes, se achares que tem mais dificuldade em se concentrar (como o meu), arranja uma tarefa diária.

De Juanna a 23.09.2013 às 11:13

Olá. Vim cá parar por acaso e revi-me nas suas dúvidas. Tenho uma filha no sexto ano (já!) e o método que utilizo desde sempre é simples: TPC com ela, sobretudo de matemática, todos os dias. De vez em quando (ao fim de semana, por exemplo) trabalhos extra que eu arranjo na net. Mas nada de exageros, seria uma espécie de teste escrito com umas 10 perguntas e mais nada. Eles precisam de descansar, brincar, fazer nenhum mas também precisam de acompanhamento e, apesar de reclamarem, ficam contentes com a atenção extra.

De Ana Rangel a 23.09.2013 às 11:16

Aqui em casa, só tpc. A menos que o professor me diga que deve trabalhar alguma coisa específica para ajudar. Eles já passam muitas horas na escola e brincam pouco (comparativamente ao que eu brincava na idade dele)...

Tem é que ler um mínimo de 20 minutos todos os dias (acaba sempre por ultrapassar por muito)...

De Kuski a 23.09.2013 às 11:18

O meu filho entrou este ano para o primeiro ano.
Ele faz os trabalhos de casa na escola, em ambiente de sala de estudo e depois traz para casa, sempre alguma coisa adicional para fazer, como escrever o nome dele ou aprender a atar os sapatos.
Alem do que ele traz para casa, que faz sozinho, na secretaria dele, mal chega a casa, eu peço para ele fazer mais alguma coisa, normalmente igual ao que traz da escola, num caderno que tem em casa.
Ou seja, se traz da escola, para escrever 2 vezes o nome, acaba por escrever 4, 2 no caderno da escola e mais duas no caderno de casa.
Estou no quarto com ele (nos primeiros dias, o tempo todo, agora já nem tanto, ou seja, vou entrando e saindo, para ele se ir habituando a estar sozinho e calmo), mas não estou a ver o que ele esta a fazer, apenas vejo no final.
Já aconteceu ele levar coisas mal feitas para a escola, porque eu disse para ele corrigir e ele corrigiu mal.... eu sabia, mas foi assim, para a professora se aperceber das dificuldades dele e ajudar :)
O que tento incutir é a vontade de aprender e o saber estudar sozinho. Claro que estarei sempre por perto para ajudar em qualquer duvida, mas ele tem de aprender a pensar :)

De Marta a 23.09.2013 às 11:19

Olá,
No caso da minha filha (agora no 2.º ano) os tpc já eram tantos que durante a semana não dava para "estudo extra".
Felizmente, a minha filha é boa aluna mas, se notava dificuldade em alguma matéria, tentava ajudar de forma menos formal com exemplos do dia a dia (na matemática é possível fazê-los racicionar sem caneta e papel).
No início também me sentava ao lado dela e fazíamos os tpc juntas, isto é, eu lia o exercício e explicava o que havia a fazer e ela ia fazendo e tirando dúvidas. Gradualmente fui acompanhando cada vez menos até chegar à fase de só tirar dúvidas e corrigir depois de ela os fazer.
O 1.º ano é uma adaptação para eles e para nós. É uma mudança grande e exigente mas é um orgulho vê-los conseguir ler e escrever, perceber o valor do dinheiro, a lógica do pagar e receber troco, são pequenas grandes conquistas.
Boa sorte e um bom ano!

De Vanessa a 23.09.2013 às 11:26

Olá!
O Henrique por exemplo só costuma trazer TPC ao fim de semana, mas durante a semana, um dia ou outro faço alguns exercícios com ele, sobre a matéria que está a dar na escola, não o faço todos os dias porque também precisam desanuviar a cabeça da escola hehehe. Beijinhos ***

Vanessa Caires

De Lucia a 23.09.2013 às 11:34

a minha só faz tpcs e n se tem dado mal, as notas variam entre os98% e os 100%

Comentar post


Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D