Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Só neste país...

21.03.13

Que palhaçada é esta de pôr o Sócrates na RTP a opinar/comentar acerca seja do que for? Com que direito?

Mesmo que o tipo não receba dinheiro por isso, há custos alocados ao programa. Ora a RTP é a estação de televisão pública. Portanto, somos nós, contribuintes, que vamos andar a pagar o programa onde o tipo vai exercer a sua verborreia. Acontece que eu não quero pagar isto! Não depois do buraco tremendo onde o tipo nos enfiou! Não depois de o tipo sair impune disto tudo! Não mesmo!

Este país está em estado de sítio. E o pior é que não acredito que a coisa melhore nos próximos tempos...

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Filipa a 21.03.2013 às 17:45

Gostaria de ver explicado porque é que o Sócrates é culpado do estado do país agora. O que é que ele fez de diferente de todos os outros? Pedir o FMI? Mas não era o que toda a gente queria ao chumbar o PEC 4?
A sério, e a bem: explica lá por favor.

Outra coisa: vivemos numa ditadura, agora, que os do PS não podem ser comentadores da televisão pública? Que eu saiba, ele é um dos mais proeminentes socialistas do passado recente. O Morais Sarmento também vai fazer comentário político e é do PSD, não é só dada voz ao PS.
Tanto se dizia que ele tinha fugido, e tal. Agora que volta é porque volta. Oh senhores... Pior é andarmos a pagar ordenado ao Relvas e não vejo indignações do género!

De Lénia Rufino a 22.03.2013 às 11:23

A culpa disto tudo é do Sócrates? Não. Tudo começou muito antes, quando, para termos acesso a dinheiro da CEE, deixámos de ter a produção agrícola que tínhamos. Veio o dinheiro e o senhor Cavaco modernizou o país: toca de fazer autoestradas e o camandro. Hoje temos autoestradas que nunca mais acaba. Estão vazias, mas estão lá. Muito úteis, portanto. Depois, foi o insuflar da função pública. Guterres a meter gente na Administração Pública até rebentar. Depois, já com o Sócrates, foi a mentira e a areia para os olhos. Ou achas mesmo que ele só percebeu que o país precisava de ajuda em Junho, quando se demitiu? Achas que não dava para perceber que o Estado estava a entrar em falência? Aquilo que acho - e atenção, isto é SÓ a minha opinião, não é uma verdade absoluta - que foi culpa do Sócrates foi o adiar da coisa. Foi o manter-se no poleiro até cair de lá.

Choca-me que o tipo volte directamente para a televisão pública, sim. Mas também acho que isto não passa de uma genial manobra de diversão arquitectada pela Team Relvas (a tal que também devia ter sido posta a andar ao primeiro sinal de aldrabice por parte do senhor): enquanto andarmos distraídos e indignados com o Sócrates desviamos a atenção do resto...

De Filipa a 22.03.2013 às 11:30

Oh pá, é quem leu o teu post também leu
"Não depois do buraco tremendo onde o tipo nos enfiou! Não depois de o tipo sair impune disto tudo! Não mesmo!"

O que originou o meu comentário foi isto; estavas a atribuir-lhe as culpas por estarmos como estamos e até temos pontos de concordância. Tenho dúvidas que fosse preciso o FMI se não tivesse sido chumbado o PEC 4. É uma opinião que não está sozinha, aliás, mas também é só uma opinião.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D