Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sobre o vox pop universitário da Sábado

17.11.11
Confesso que não sei o que é pior: se um molho de universitários claramente ignorantes (péssimo) se uns jornalistas que não lhes ficam muito atrás: a água não tem símbolo químico. Tem, isso sim, uma fórmula química que inclui dois símbolos químicos. H2O é água. Significa que uma molécula de água é composta por dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio. Vai daí, a pergunta dos jornalistas é tão estúpida quanto as respostas dadas pelos universitários.

É incontestável que estamos perante uma geração que anda a leste. Neste vídeo percebe-se isso (se virmos o todo pela parte). O cinema, a literatura, a religião, a política, a arte, a cultura (e a vida no geral) não são com eles. E eu pergunto: se nada disto "é comigo" (com eles), o que é que é? Por que é que eles se interessam? O que é que querem saber? O que é que lêem? Que filmes vêem? Ou, para eles, a vida é só facebook, playstation e pouco mais?

A sério, isto preocupa-me. Porque tenho dois filhos que, daqui a uns meros 14 anos, estarão na pele destes miúdos do vídeo. E eu não quero que eles façam figuras destas.

E daqui partimos para algo maior: a escola serve para ensinar. Mas os pais, a família, serve para educar. E se não educarmos os miúdos no sentido de fazer deles pessoas interessadas, empenhadas, que querem aprender e saber, não importa quão boa é a escola onde eles estudem. Eles não vão querer saber.

[E eu sei que nem todos os miúdos são assim, como estes do vídeo. Haverá miúdos cultos, interessados, sabedores de mais coisas do que estes. Mas eu não estou livre de me sair um filho desta lavra. Ou dois. Por isso cabe-me a mim, enquanto mãe, mostrar-lhes que há mundo para além da tv que temos na sala...]

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

De Maria de Lurdes a 17.11.2011 às 15:28

A falta de cultura nesta geração é um flagelo, sem dúvida, e concordo plenamente contigo no que toca à educação e à plena responsabilidade dos pais em dá-la e em abrir os horizontes, conhecimentos e curiosidade dos nossos filhos, Por isso estou confiante que não te vão sair dois espécimes daquela estirpe na rifa, porque isso não nos sai, leva sim anos a apurar!

Mas também estou convencida que entre os entrevistados e principalmente tendo em conta as perguntas, imensos jovens deram respostas certas ou mesmo tiradas brilhantes, se calhar alguém até corrigiu o jornalista! Mas isso não interessou para nada. E esse, a meu ver, é o maior problema, é que isso não é divulgado, o que não só é redutor, porque não reflecte a realidade tal como ela verdadeiramente é, como dá um sinal angustiante sobre o que interessa à sociedade, sobre o que a media acha que move as audiências e realmente as move, basta ver a forma como este vídeo se alastrou, seja por choque ou diversão. A estupidez é valorizada, mesmo que seja pela negativa, mesmo que seja para falar mal e já se sabe que hoje mais que nunca, falem bem ou mal, mas falem...
Este tipo de jornalismo não merece o meu tempo de antena, e no entanto, cá fica o meu comentário longo e maçador... bolas, sempre conseguiram por-me a falar nisso também!

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D