Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



The One

21.09.10
Andamos anos a bater com a cabeça em paredes. Paredes que, muitas vezes, chegavam disfarçadas de nuvens, algodão puro, tudo calma e serenidade, para depois se revelarem paredes de betão armado, capazes de nos pôr nos Cuidados Intensivos meses (anos?) a fio.

Depois das paredes, a desconfiança. O descrédito. O desânimo. Julgar que nunca se vai encontrar a tal pessoa, a nossa pessoa, a pessoa que olha para nós e vê o mundo. Bola de neve. Nada parece suficientemente bom, nós não somos suficientemente merecedores desse pedaço de céu chamado amor correspondido. Achamos que vamos ficar sozinhos para sempre. Que seremos sempre o número ímpar em todos os acontecimentos pares. Que seremos sempre a "coitadinha, está sozinha, não consegue arranjar namorado", como se "arranjar namorado" fosse uma acção digna de mérito. Não é. Arranjar namorado não é nada. É vazio. O que importa é encontrar aquela pessoa que põe o nosso mundo nos eixos, que faz tudo ganhar sentido, que preenche cada espaço, cada momento outrora oco.

A tal pessoa é sempre a pessoa que nos muda a vida. Que nos muda tudo. Que faz a diferença. Se aparece uma pessoa e tudo é igual... não é A Pessoa. Quando ela, a tal, The One, aparecer, vai mudar tudo no nosso mundo. Agita-nos as entranhas, põe tudo em perspectiva, cala-nos as dúvidas, acicata-nos as certezas. E de repente, sem se perceber muito bem porquê, tudo desata a fazer sentido. Mesmo as paredes em que andámos anos a bater com a cabeça. Até essas passam a ter um propósito: existiram para que hoje pudessemos chegar aqui e ver que nada do que temos se assemelha a uma parede.

É uma nuvem. Algodão puro. Amor correspondido. E vale a pena acreditar. Mesmo que agora apenas se vejam paredes (e mesmo que elas estejam mesmo a pedir umas cabeçadas).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


17 comentários

De Marilia a 21.09.2010 às 14:01

Marianne
Isso é mesmo verdade?
Porque eu tenho 34 anos, já apareceu na minha vida um "The One", que afinal não era.
Tudo o que mudou, foi para pior...
A minha cabeça já se despedaçou tantas vezes contra as paredes, que tenho dúvidas se estes cacos, todos juntos, voltam um dia a Amar.

E a quem o tem a seu lado, o "The One", que sorte...

Marília

De amareponto a 21.09.2010 às 14:14

lindo :)

De Rita G. a 21.09.2010 às 14:41

É por textos destes que eu gosto de vir aqui:) bj!

De Me a 21.09.2010 às 14:54

Oh l'amour... ;)

Texto extraordinário querida!

De Hysteria* a 21.09.2010 às 15:10

Eu tenho o vício de me apaixonar ou "odiar" um blogue pela sua postagem actual... Devo dizer que adorei a primeira e fiquei fã com a continuaçao das mesmas :D Estou tentada a crescer e aprender um pouco mais aqui* ;) *

De SuperSónica a 21.09.2010 às 17:32

Gosto muito do teu blogue e este texto agora tocou-me...

De Miss G. a 21.09.2010 às 18:04

Estou na fase que chamas de desconfiança. E a achar que vou ficar sozinha. A questão é que essa fase já dura há muito tempo. A experiência que tive foi tão má que só agora começo a acreditar que há homens decentes. E tudo isto sem me aperceber. A ver vamos se para mim também chega o "the one".

De Anna a 21.09.2010 às 22:45

Diria que não poderia ser melhor descrito!
Sim, são essas as sensações, esses os pensamentos, essas as inquietações. E é assim mesmo que nos sentimos quando encontramos a tal pessoa! "Põe tudo em perspectiva" - é isso mesmo que acontece. De repente, os rumos mudam, assim como os objectivos, as teimosias... tudo...

De Temperance a 21.09.2010 às 23:26

Obrigada. Obrigada porque são palavras destas que ainda me vão fazendo crer que não andei a perder o meu tempo e que, talvez, esta sensação que tenho de "ser o número ímpar em todos os acontecimentos pares" (adorei) seja só isso mesmo, uma sensação - e que irá passar.

Obrigada. E é essa a melhor palavra para dizer como este texto me tocou.

De Rita a 22.09.2010 às 11:50

Sinceramente deixaste-me sem palavras.. =)

*

Comentar post


Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Para vocês





Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D