Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O melhor do meu dia, hoje

23.01.14

Ter feito as pazes com o meu corpo em frente ao espelho. Sentir uma espécie de amor a despontar: as coisas de que menos gostava já começo a apreciar. Começo a sentir-me bem na minha pele. Começo a estar bem com a imagem que o espelho me devolve. E isto não tem nada a ver com os outros, tem só a ver comigo. O meu marido está sempre a dizer-me que estou bem, que gosta de mim assim, que adora o meu corpo, mas eu não podia dizer o mesmo. Hoje dei tréguas e fizemos as pazes, o meu rabo e eu.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor do meu dia - ontem

10.12.13

O melhor de ontem: voltar aos eixos. Um treino como deve ser, no ginásio; alimentação direitinha; casa posta em ordem. Sentir que tudo está como deve estar. E ver episódios do "Betrayal" de enfiada - apaixonei-me pela série, que me faz lembrar o The Killing: nada é o que parece e há sempre quem consiga dar a volta a tudo...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um postal de aniversário

28.11.13

A minha miúda lembrou-se há dias de se "queixar" de que nunca tinha recebido um postal de aniversário (por correio, isto é). A avó, que faz basicamente tudo o que ela pede (e mais um bocadinho) resolveu comprar um postal, escrevê-lo e enviá-lo para que ela o leia no dia de aniversário. Hoje coube-me a tarefa de ir enviar o postal. Antecipar a alegria dela perante aquele postal emocionou-me. Lembrei-me dos postais que ainda hoje guardo, enviados pelos meus avós aquando do meu aniversário, quando eles viviam no Alentejo e eu cá. A minha filha há-de guardar estes postais (plural, que acho que vai virar tradição) com o mesmo carinho com que eu guardo os meus - mais ainda agora, que os meus avós já não estão comigo. Estamos a construir-lhe as memórias e é tão bom...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor dos meus últimos dias

26.11.13

Tem sido o corrupio*. As ideias. Os planos. O trabalho, portanto. Há muito tempo que o trabalho (e aqui excluo a escrita) não me dava este gozo - e já tinha saudades, tantas!

 

*Obrigada à Catarina que me corrigiu a gaffe (tinha escrito "corropio").

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Zumbaaaaa

22.11.13

Ontem, enquanto estava na sala de cardio a treinar, fui desafiada por uma senhora para ir experimentar a aula de Zumba que ia haver dali a pouco. De caminho, a senhora desafiou toda a gente e fomos 3 a descer as escadas para ir ver a coisa acontecer. Zumbei. Transpirei a sério (já sabia ao que ia, não me surpreendeu). No fim, alongamentos ao som do "Não me toca", do Anselmo Ralph. Resultado: como apareceu lá à porta um dos rapazes da limpeza que percebe da poda, a professora trocou os alongamentos por uma mini-micro aula de kizomba. Muito bom, adorei.

 

E foi o melhor do meu dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor de hoje

20.11.13

Fazer as pazes com uma amiga. Afastámo-nos por um mal-entendido. Reaproximámo-nos conversando. Não há nada melhor do que a sensação de ter tudo exactamente como deve ser.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Deixem o Pimba em Paz"

20.11.13
Ontem à noite, no Tivoli. Foi tão bom, tão bom, tão bom... Rimo-nos tanto, deu para descontrair mesmo. E aquelas músicas, com estes arranjos, parecem uma coisa completamente diferente. E boa. Adorámos!

E foi a segunda metade do melhor do meu dia!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Back!

19.11.13

Hoje foi um dia tão bom... e ainda não acabou!

 

Aqui a suburbana meteu-se num comboio e num metro (em dois, vá) e foi à cidade. Tinha uma reunião em Lisboa e aproveitei o sol para ir de comboio. Que saudades! Adoro! Adoro não ter que mexer os pés para andar, adoro poder ir a ler, adoro demorar 25 minutos a chegar ao Rossio.

Bom, reunião no Cais do Sodré, que me deu oportunidade de ir almoçar a um sítio lindo (Café Tati - experimentem! É mesmo fixe!). Depois metro até à Baixa-Chiado, visita à prima com direito a quatro horas de conversa (acho que não falávamos só as duas durante tanto tempo para aí há uns 15 anos!). Regresso a pé via Rua do Carmo e Rossio. Tão bom! Soube mesmo, mesmo bem!

 

Metade do melhor do meu dia está feito. A segunda parte vem mais logo e depois conto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

15 anos

17.11.13

Ontem, 16 de Novembro, 15 anos depois do nosso primeiro beijo. E a vida vai dando voltas. Ontem não passámos o dia juntos: ele tinha um evento de um fornecedor ao qual não podia faltar e passou o dia fora. Eu passei o dia a limpar ranhos e a sossegar birras (também conversei com amigos e essa parte foi a melhor). À noite, quando ele chegou, eu saí para ir tratar da surpresa-do-dia: fui a um japonês buscar duas caixinhas de sushi para nós, passei no Pingo Doce e trouxe espumante reles e morangos, para fazer uma sangria. Quando voltei os miúdos estavam a acabar de jantar. Tratámos deles, deitámo-los e instalámo-nos no chão da sala, a ver episódios do Walking Dead e a comer. Fui duas vezes ao quarto dos miúdos, tentar acalmar o pequeno. Quando acabámos de jantar fui mais uma vez ao quarto deles e fiquei lá quase uma hora, com o miúdo a dormir sentado no meu colo (deitado quase não conseguia respirar e era isso que o fazia chorar). Quando as minhas costas não aguentaram mais e eu voltei à sala, estava o marido a dormir deitado no chão - completamente de rastos do dia que teve.

 

A vida vai assassinando o romantismo, mas não nos mata o amor. Pode faltar o glamour de uma viagem a dois, de jantares fora, de programas culturais giros, de fins-de-semana num turismo rural qualquer - tudo coisas de que temos saudades e que não podemos, por enquanto, voltar a fazer. Mas a vida não nos tira o coração que nos bate no peito nem a certeza de que é aqui, neste abraço, que queremos ficar até que os nossos dias terminem.

 

[Amo-te, marido.]

 

Portanto, e refraseando: o melhor do meu dia foi ter celebrado mais um ano de dia 16.11 com ele, o homem da minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem

17.11.13

A manhã passada com a BFF foi 50% do melhor do meu dia. Os outros 50% foram a visita do padrinho/afilhado/padrinho da filha, da sua mulher (adoro aquela miúda!) e a pequena loirinha de olho azul que tem o mesmo nome que a minha filha. Futura nora, só vos digo (assim o meu filho desista da "ideia" de ser padre). 

 

Foi um dia bom, apesar dos pesare: miúdo muito ranhoso, cheio de tosse, sem conseguir dormir a sesta. À noite estava de rastos (ele e eu!). Foi uma luta para o pôr a dormir. Passou o noite a choramingar e às 7h desistiu de veio para a nossa cama. Conseguiu sossegar e dormiu até às 9h30 (menos mal - nós também conseguimos dormir um bocadinho, mas ainda temos no corpo os efeitos destes dias adoentados, em que nos custa mais a nós do que a eles. A impotência dos pais perante os filhos doentes é coisa que me mói).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um café com sorrisos

14.11.13

O melhor do meu dia foi o café que bebi depois de almoço, com uma amiga. A conversa que se pôs em dia, o ar doce dela (é das pessoas mais bonitas que conheço!). Encheu o meu dia!

 

[Se não tivesse bebido café com ela, o melhor do meu dia teria sido o regresso ao ginásio - sim, ontem baldei-me. Mas hoje fui e soube mesmo bem!]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrever, escrever

13.11.13

À noite, enquanto me preparava para ir para a cama, veio-me à cabeça uma frase. E outra a seguir. E outra. Despachei-me enqunto ia repetindo para mim mesma as frases, para que não me fugissem (acontece tantas vezes...). Sentei-me na cama e abri o caderno, escrevi as frases e vi o resto da história tomar forma. É sempre assim. As short-stories que mais gozo me dão nascem assim, de uma frase que aparece a bailar na minha cabeça, que se enrola na língua e que pede para ser cuspida, como se fosse um pequeno demónio a pedir para ser exorcizado. O resto vem atrás. Como se, na verdade, aquela história já existisse e precisasse apenas de ser materializada. Ontem dei vida a uma. Foi o melhor do meu dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Best of

12.11.13

O melhor do meu dia de ontem: a abóbora recheada.

O melhor do meu dia de hoje: a sopa de abóbora recheada.

Duas coisas que me reconfortaram muito, quer pelo sabor, quer pela sensação de estar "em casa".

 

[Gosto disto: inventar, aproveitar, fazer muito a partir de pouco.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Home, sweet home

10.11.13

Entrar em casa. O cheiro de casa. O melhor do meu dia de hoje!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A crescer

10.11.13

Ontem, no baptizado, os meus filhos em êxtase. Ela com uma gata pintada na cara (e cheia de brilhantes, daqueles horríveis de tirar!), ele com um tigre a que resolveu chamar leão (o meu rapaz é mega-fã do Madagascar e passa a vida a dizer que é o "Oléks, o Leão... graaaauuu!). Divertiram-se tanto, brincaram tanto, portaram-se tão bem...!

 

Isto foi, sem dúvida, o melhor do meu dia de ontem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor do meu dia #2

08.11.13
O melhor de hoje? Uma viagem calma, sem sobressaltos, e uma micro reunião familiar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem

08.11.13

Reunião em Cascais (ou da falta que um GPS me faz... Perdi-me duas vezes, num percurso simples...). Muitas ideias, muitos desafios, muito trabalho e muita, muita vontade de fazer acontecer.

Almoço em Lisboa, com a Catarina. Tanta conversa posta em dia, tanta! E o pequeno A., sempre na sua boa onda, um doce. É giro ver como eram os nossos almoços antes da dieta (muito McDonald's comemos nós, caraças!) e como são agora: sushi, com dose controlada de arroz e pouca alarvice à mistura! E já que falo em dieta... a Catarina está magra, magra, magra! Gira, sempre foi. Magra que dói! Estúpida de magra!! Vê-se a léguas que se sente em casa no novo corpo que "arranjou". Está radiosa. E linda, a parva!

Depois do almoço, e ainda antes de digerir o sushi todo, fui ao ginásio. Fiz um treino todo baralhadinho. Odeio ir ao ginásio ao fim da tarde. Apanho sempre aquilo cheio de putos, de malta dos esteróides, de gente bombada. Não gosto mesmo, não é a minha onda. Quando quero ir ao talho, vou, não preciso de ir ali, não é? Para ajudar à festa, aquilo estava cheio e eu não estive para esperar por máquinas livres, portanto fiz um bocado de cada coisa e siga. Andei ali perto do vómito - como nos primeiros dias, em que bebia leite e depois ia para lá! -, mas aguentei-me.

Depois, ir buscar miúdos, trazer miúdos, tirar miúdos do carro, acalmar birras e fazer o jantar enquanto o pai lhes ddava banho. Conseguimos jantar cedíssimo (em comparação com o que tem acontecido) mas... senhora dona miúda fez o favor de demorar mais de uma hora a comer. Portanto lá se foi o cedo e o despachanço e acabou por ser um fim de dia igual aos outros todos.

 

Bom, de caminho, e aproveitando o mote da Catarina, junto-me ao clube e passo, de hoje em diante, a celebrar "O Melhor do meu Dia". O selo está ali ao lado e, espero eu, há-de remeter para os posts que digam respeito a este assunto. Começando...

 

O melhor do meu dia de ontem... (bolas, escolhi logo um dia cheio de coisas "melhores" para me meter nisto...) foram as conversas que tive, na reunião, e com a Catarina.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D