Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Frente & Verso - Amamentação à vista do mundo

31.10.13

Frente & Verso

 

“Facto: amamentar é tão natural quanto assoar o nariz, coçar as costas ou bocejar”. Eu não faço qualquer uma das três últimas coisas sem ter algum recato. Tento assoar-me na casa de banho – a menos que esteja absurdamente constipada e passe o dia de lenço no nariz – não coço as costas na presença de ninguém e não bocejo sem por a mão à frente. Posto isto, a amamentação vem exactamente nesse seguimento: amamentem à vontade mas não me façam assistir.

Estar numa sala de espera e de repente olhar para a frente e ver uma mama que não conheço a saltar cá para fora para alimentar um bebé que também não conheço incomoda-me. De verdade. Eu não quero ver. Sim, amamentar é natural, mas fazer xixi também e eu não faço à frente de toda a gente. Porque acho – eu, que nunca amamentei – que tem o seu quê de íntimo (como o xixi, lá está).

Quando as minhas amigas que já são mães ou as minhas irmãs amamentaram ao pé de mim, não me recordo de uma vez em que não lhes tenha pedido para se taparem. Não quero ver. Não acho bonito. Não acho que tenha que ver. Não estou confortável com a situação. Aliás, acho mesmo feio. As mamas de uma pessoa quando está a amamentar parecem, sem tirar nem por, as de uma vaca. Desculpem. Mas parecem. Estão enormes, disformes, e feias. Lamento.

 

Se for eu a amamentar desconfio de que o desconforto vai ser o mesmo – eu não quero pessoas a olhar para as minhas mamas. A sério. Não quero. Só a ideia repugna-me. Não é por mal. É porque realmente acho dispensável. E cada vez vejo mais fotografias e textos e filmes com mães de mama de fora a alimentar bebés com o intuito de mostrar como amamentar é normal. E fico incomodada. Porque se é normal, não deve ser usado para mostrar que o é – faz sentido? Use-se uma fralda. Vá-se para o quarto. Seja-se discreto. Por favor. É só isso que eu peço. Porque eu nunca quero olhar. Mas quando as imagens ou as mamas, elas próprias, estão à minha frente…bom, torna-se difícil ignorar, não é? Blhergh!

 

[A Frente - ou seja, a minha parte - desta crónica está aqui.]

Autoria e outros dados (tags, etc)


17 comentários

De Ana a 31.10.2013 às 15:18

Neste estou 100% com a Margarida.
E não acho que as mamas (chamemos-lhe o nome técnico!) sejam só um recipiente. É por isso mesmo que são uma zona erógena. E teria todo o gosto em debater mais argumentos, mas a verdade é que já percebi que não vale a pena.
Pense-se o que se quiser, mas eu também dispenso ver.

De Meg a 31.10.2013 às 17:00

Obrigada, Ana :) E sim, não vale a pena :D

De vidasdanossavidav a 31.10.2013 às 15:41

Neste assunto há opiniões (todas válidas, quanto a mim) sobre este assunto. Eu não tenho qualquer problema em dar de mamar e sempre dei de mamar em qualquer lado e nunca usei daqueles aventais ou fralda para tapar. Não exibo nem faço disso um evento, mas faço-o com naturalidade e sem qualquer pudor. Se alguma vez incomodei alguém, nunca me disseram, pois também não quero que as pessoas fiquem desconfortáveis por eu estar com a maminha de fora.

De MIsabel a 31.10.2013 às 15:42

Mas porque é que tem que ser quem amamenta a mudar? Porque é que tem que ser a sua amiga a tapar a mama? Porque é que não se levanta e vem embora ou vai até à janela?
Também pede para não a incomodarem se forem mudar uma fralda cheia de cocó?
E se a sua amiga vier com um decote mais fundo em que mostre mais peito do que o que gosta de ver? Também pede para tapar?
Eu simplesmente acho que sendo uma coisa natural, cada mãe faz como acha melhor e quem não gosta de ver simplesmente olha para o lado. Não acho que seja a mãe que tenha de se tapar.


De Meg a 31.10.2013 às 17:03

Olá MIsabel, em resposta às suas perguntas: sim, às vezes sou eu quem me levanto e vou até à janela, quando não tenho confiança com a pessoa para lhe pedir que se tape. Mas isto é a atitude que tenho com tudo na vida: se alguém faz algo que me incomoda, se para a pessoa tapar-se ou não é indiferente, então porque é que ela não se tapa e ficamos ambos felizes? :)

Geralmente, quando as pessoas mudam uma fralda cheia de cocó fazem-no noutro lugar. Se me incomoda? Sim. Se tb já troquei fraldas cheias de cocó? Sim. Mas sempre o que o faço faço-o num quarto à parte. É feitio, o que quer que lhe diga?:)

Felizmente as minhas amigas não são de andar com grandes decotes, mas já que pergunta: sim, já aconteceu pedir para taparem o decote. Desculpe :D

De MIsabel a 01.11.2013 às 10:46

Não é indiferente tapar ou não a mama.
Para quem está de fora parece ser mas para o bebé pode incomodar estar tapado.
Eu não acho que seja bonito ver o dar de mamar. Só acho que neste aspecto, quem está mal que se mude.

De MIsabel a 31.10.2013 às 15:57

Ora bem, primeiro li o post da amamentação e depois a explicação da dinâmica e cheguei à conclusão que as minhas questões seriam para a Margarida e não para a Lénia. Certo?

De Lénia Rufino a 31.10.2013 às 16:02

Certo. Mas sem problema! :D Eu concordo com a sua opinião, como pode ver no post que a Margarida publicou.

De MIsabel a 31.10.2013 às 16:19

Eu li os dois mas só depois percebi a dinâmica!!! E gostei, da dinâmica e dos textos.
Só me fez confusão o facto de "eu não gosto de ver por isso adapta-te a mim e tapa a mama".
Aguardo mais Frente e Verso!!!

De Sara Belo Pedro a 31.10.2013 às 16:11

Não acho normal que alguém compare a amamentação a "fazer xixi". Não é sério e não é bonito. Mas é ofensivo e - aqui sim - fundamentalista.

De Meg a 31.10.2013 às 17:04

Sara, não foi para ser fundamentalista. Foi para seguir a lógica do 'é natural'. Nem tudo o que é natural tem que ser mostrado. Fazer amor também é natural, não é? :)

Claro que está exacerbado, mas era para perceberem como eu vejo a coisa ;)

De Sara Belo Pedro a 01.11.2013 às 10:54

Bem, suponho nesse caso, que a Meg quando come, se senta à mesa de burka, tapada, discreta. Ou que se retire para o fundo da cozinha para beber um chá e um scone quando tem visitas. Que na praia não use bikini mas apenas t-shirt larga e calças de forma a não evidenciar as suas formas. Afinal de contas, segundo a sua forma de ver o mundo, a intimidade do que é natural deve ser preservada. Num dos comentários em cima refere que "e para a pessoa tapar-se ou não é indiferente, então porque é que ela não se tapa e ficamos ambos felizes?". Acontece que está a esquecer-se da terceira pessoa, o bebé. E que muitos não gostam de se sentir tapados. Não tem nada a ver com o seu umbigo ou mesmo com o da mãe. Eu entendo-os. Detestaria comer o que quer que fosse com uma fralda na cabeça. O problema de discutir isto da amamentação é esse mesmo. Frequentemente tendemos a esquecer-nos de que isto não é uma questão nossa. É a alimentação deles, se possível a única, até aos 6 meses. Que deve ser feita com respeito pelas pessoas que já são. E com naturalidade, porque o é.

De Meg a 01.11.2013 às 14:28

Sara,
ninguém está a atacar bebés, e acho que tem pque perceber isso. Os nossos textos são puras opiniões, e portanto, não se justifica um tom agressivo para defender uma coisa que, em última análise, cada um fará como bem entender :)
Não me parece que os meus sobrinhos sofram algum tipo de trauma com o facto de terem mamado com uma fralda a tapar-lhes a cabeça quando teve que acontecer. E obviamente, parece-me que agora quem exagerou foi a Sara: comer não é um gesto íntimo. Tal como não o é ir à praia. Se para si a amamentação também não é, tudo bem. Para mim, é. E não está em caso se é a alimentação deles ou não. É-me indiferente. Eu vejo a amamentação como um gesto íntimo. A minha opinião fundamenta-se nisso, somente :)

De Nicole Inácio a 01.11.2013 às 16:47

Sim como vou ser mamã dentro de dias, antigamente fazia-me mais confusão as mães se exporem... mas agora com nascimento dos meus sobrinhos e ver a minha irmã sem se preocupar com isso, mudou a minha opinião. Contudo com certas pessoas acho que vou por uma fralda a frente, mas não acho que as mães se devam resguardar.

Quem nunca foi mãe ou esteve grávida é que pode dizer "que são feias e não quer olhar para elas", pois lamento mas ainda antes de saber que estamos grávidas já os nossos seios começam a ficar grandes e escuros e só vai piorar, tudo começa a ficar negro... a nossa "menina" debaixo vai-se alternado ficando escura e inchada, as nossas axilas vão ficando escuras... é uma acumular de mudanças que a maioria das mulheres desconhecem e pensam que é só o peito.

De Meg a 01.11.2013 às 16:57

Olá Nicole!,como certamente se apercebeu, e bem, de facto nunca estive grávida. Mas aquilo que me diz, de forma alguma me faz pensar que estou errada quanto à minha opinião. Quanto às suas ultimas frases: estamos a falar de mamas, e não estamos a falar de todas as restantes alterações hormonais. Quando estivermos, falamos sobre isso (embora acredite que não vá acontecer:))
As gravidezes das minhas irmãs não me fizeram mudar a opinião. Sou uma céptica, portanto, tb não acredito que a minha gravidez vá mudar coisa alguma. Sorry to disapoint you :)

De Nicole Inácio a 01.11.2013 às 17:32

Para mim sem problema, não estou aqui para convencer ninguém, apenas digo que na minha gravidez a minha opinião mudou sobre tudo, até o facto de eu antes achar a amamentação algo de estranho, porque afinal passamos alguns bons anos a usa-las para outros fins... mas não sei se é o instinto maternal ou não a minha opinião mudou.. como sei que existem pessoas a quem a opinião não altera e nem sequer são a favor de elas próprias amamentarem..
Falei nas alterações todas corporais porque diz no texto que não quer ver as suas próprias, pois se acha essa parte complicada a nossa parte debaixo sofre grandes alterações também e isso não podemos fazer nada porque são questões hormonais. E infelizmente todos os dias quando pomos os cremes para tentar evitar estrias (esqueçam la isso lol ) e é mais fácil a uma determinada altura faze-lo ao pé de um espelho e é um pouco complicado evitar olhar...

Mas cada um com sua opinião :D na amamentação e intimidade cada um sabe da sua e não há o certo ou o errado.

De Meg a 01.11.2013 às 22:37

Nicole, sinceramente, estive quase para não lhe responder. NO entanto, permita-me clarificar alguns pontos, se não daqui a pouco diz que eu vou ser uma má mãe com base em coisas que eu não disse...
Eu nunca disse que não queria ver as minhas alterações hormonais - tenho hipótese? E sinceramente, são minhas. Está tudo bem. I can manage that. Também sobrevivi À adolescência :)

Depois, também não percebo a ligação que faz entre "há pessoas cujas opiniões não mudam" e o facto de "elas próprias não quererem amamentar". Mas para que fique descansada, eu tenciono fazê-lo, assim possa acontecer. Só não o pretendo fazer aos olhos de todo o mundo :)

Mas há um ponto em que concordo consigo: cada um com a sua opinião :D

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D