Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ter três filhos e o epíteto de "mãe-coragem"

02.05.12

Vocês já sabem que eu não sou de floreados. Ter três filhos é isso mesmo: ter três filhos. Não é ser mãe-coragem coisa nenhuma. Mães-coragem são as que amparam filhos doentes e, muitas vezes, os enterram, num momento completamente contranatura em que uma mãe vê morrer um filho. Mães-coragem são as que sofrem maus tratos e ainda assim os aguentam porque não têm como sobreviver de outra forma.

 

Eu sou só uma mulher que um dia sonhou ter três filhos. E sou uma mulher casada com um homem que quis tantos filhos quanto eu. Sou também uma mulher com muita (muita mesmo!) facilidade em engravidar. E sou uma mulher feliz nesta vida de mãe de dois-e-meio. Claro que não é fácil: juntem uma miúda compreensiva mas que exige atenção, um miúdo com quase ano e meio, que ainda não anda pelo próprio pé e que depende de nós para quase tudo, e uma semente de sésamo embutida que me dá MUITO sono e alguns (demasiados) enjoos. Não é fácil, mas não é impossível.

 

E o lado financeiro da coisa? Para nós os filhos não exigem grande coisa. O que custa mais é o primeiro, que envolve muito hardware: camas, carrinhos, mudadores de fraldas, cómodas, banheiras, etc. Os que vêm a seguir usam as mesmas coisas que o primeiro. A roupa é herdada dos irmãos (o meu filho, por exemplo, está neste momento vestido com um babygrow cor de rosa, da Minnie, e ainda não o noto efeminado por causa disso). Tenho amigas que me dão e emprestam roupa (e é uma sorte). Os meus filhos só têm roupa nova nos saldos ou para eventos ultra-especiais (o casamento de uma prima nossa, onde serão uns dos meninos das alianças, por exemplo) e mesmo assim é roupa comprada na Zara. Não sei o que se vende na Girândola, na Laranjinha nem na Petit Patapon, confesso. Nem faço questão de saber. O mais caro, no meio disto tudo, são as fraldas, as vacinas e as consultas de pediatria (e só vão a consultas particulares porque o pediatra era o pediatra do meu marido e confiamos nele de olhos fechados - não fosse isto e eram seguidos no centro de saúde sem problemas nenhuns).

 

E as escolas? Públicas, obviamente. A miúda ainda está num colégio privado, mas vai sair para fazer a pré no público. E eles, os mais novos, só irão para a escola quando tiverem 3 ou 4 anos, e tentaremos que seja para a pública também. Eu andei sempre em escolas públicas e valorizo imenso este ensino. Ah, e tal, mas é um risco... Ai é? Não me parece! Quantos meninos finos de colégios privados se drogam e se embebedam e vandalizam coisas e tratam mal os colegas? Imensos - tal como os meninos menos finos de escolas públicas (estou, obviamente, a fazer uma viagem no tempo até à adolescência deles).

 

Para nós, este terceiro filho é uma terceira bênção na nossa vida. Estamos felizes. Havemos de estar felizes e cansados daqui a uns tempos, mas temos a certeza de que eles os três têm um tesouro inestimável para a vida inteira: um par de irmãos, companheiros de brincadeiras e disputas, e um amor enorme entre eles. E isso para nós vale muito mais do que todos os bens materiais que poderíamos eventualmente dar à mais velha, se só a tivessemos a ela.

Autoria e outros dados (tags, etc)


27 comentários

De Andreia a 02.05.2012 às 17:32

Amei este texto, tudo tão verdade. Parabéns e muitas felicidades.

De Ombemua a 02.05.2012 às 17:40

OMG!
Como já te disse, identifico-me contigo quando escreves estas coisas.
E tudo tão verdade!
Nao punha nem tirava nenhuma virgula.
Se eu disser que o meu filho agora tem roupa suficiente para vestir uma fatiota por cada dia da semana e mais nada muitas mais ficaram de boca aberta. Lavo, aproveito o aquecimento da casa e seca estando pronta para vestir no dia a seguir. Pares de sapatos conto dois e sei que não lhe faz falta. As roupas do mais velho já estão guardadas e eu só penso onde é que vou por a roupa de 5 anos ate que o de ano e meio vista.
Ficava mais meia hora a ler este texto. Acredita!

De SM a 02.05.2012 às 18:05

Antes de mais muitos parabéns!!!

Percebo o que dizes ... mas não concordo na totalidade ... essa afirmação de "Para nós os filhos não exigem grande coisa ... " ... :-) ... agora até pode ser assim ... e qd estiverem todos a estudar ... e os livros não derem para aproveitar e chegares a Setembro e ficarem 1.000 € na papelaria/livraria para material/livros escolares ? ...

Espero que não interpretes isto mal ... longe de ser uma critica os parabéns do inicio são mesmo sinceros ... mas na verdade quando se pensa em ter filhos é preciso ter alicerces ... financeiros ... familiares ... não é preciso ter pais ricos ... nem ir ao BES ... mas é preciso ter alicerces ... fico feliz por ti por os teres ... talvez um bocadinho invejosa ... mas daquela inveja boa ... :-) ... por mim andava agora nos treinos para o 2º ... mas não tenho "coragem" ... não ainda ... não como este pais está ... e fico um bocadito magoada quando oiço/leio simplificações como "o dinheiro arranja-se", "onde comem 2 comem 3" ... não é bem assim ...

Tenho a certeza que vão continuar felizes e que vai correr tudo muito bem ... se precisares de "enxoval" o do meu (já herdado de n outras crianças) está todo guardadinho em caixotes ... devidamente etiquetado ... á espera que a troika de vá embora para voltar a ser usado por mim ... sempre disponivel para ser usado por quem dele precisar ...

Beijocas grandes e muitas muitas felicidades ...

De prlinpinpin a 02.05.2012 às 18:23

Opá, que bom! É assim mesmo! Eu também sou uma de 4 filhos que já tenho 2 de 7 netos e vou gostar imenso de ter mais, assim como o meu irmão vai para o terceiro e por aí fora! E os meus pais não eram ricos, viviam do seu trabalho na função publica e não senti a falta de nada. A roupa passava de uns para os outros, os brinquedos não eram muitos, mas a imaginação essa, era a rodos! tive um infância feliz e adorei ser 1 de 4 ;)

De Miss Scarlet Red a 02.05.2012 às 18:23

Primeiro que tudo, PARABÉNS!
Sinto a tua felicidade e acho que 3 filhos é realmente uma benção! :)
Eu fui menina de andar sempre em colégio particular até ao ciclo preparatório, inclusivé. Nessa altura, como teria de mudar de escola, fiz uma guerra em casa para ir para o ensino público, que eu queria era ser cool e não uma beta! ;)
Consegui e a partir daí as minhas notas mantiveram-se sempre altas, como antes, mas tive a sorte de conhecer professores fantásticos que marcaram para sempre a minha vida.
No colégio particular não havia laboratório e tinha apenas 1 professora para todas as disciplinas...
E quando terminei o ciclo preparatório, tive de fazer um exame na pública, para provar que tinha aprendido o que era suposto ter aprendido, exame esse que os míudos que já estavam no ensino público não tiveram de fazer.
E adivinha? No exame saíu matéria que eu nunca tinha dado!
Safei-me à rasca, eu que era aluna de 4's e 5's!

De Ana a 02.05.2012 às 18:31

Bem, para já foi uma grande novidade :-D A torcer para tudo correr bem.

Problema maior são os berçários e as creches (que não os há públicos em grande oferta, pelo menos que eu saiba, e que não conheço abaixo de 400 euros) e depois acima da escolaridade obrigatória quando a despesa de livros e etc. pesa bastante.

Se consegues que os teus só vão para a escola aos 3 ou 4 anos - o que é um privilégio - "poupas" durante uns anos 800 euros por mês em média.

De Sílvia a 02.05.2012 às 18:45

Vale muito mais...
um beijinho enorme!

De maria a 02.05.2012 às 19:36

Parabéns pela gravidez, pela nova vida que cresce aí dentro. Também sempre sonhei ter, pelo menos, três filhos :), é muito bom ter irmãos!
bjs e felicidades

De A Garota de Ipanema a 02.05.2012 às 20:20

Olá Marianne!

Este post tocou-me muito porque também eu tenho dois irmãos (mais novos) e não foi nada fácil para a minha mãe criar-nos sozinha, sem ajuda do nosso pai. Ela poderia ter optado por ter tido apenas a mim, mas jamais seria a mesma coisa. Somos tão unidos, tão cúmplices que eu já não imagino a minha vida sem o Paulo e a Vitória. Amor de irmão é eterno, é pra sempre.

Também eu quero ter três filhos. E dou-te os parabéns por pensares desta forma porque, definitivamente, o essencial é mesmo isso: família. irmãos. valores.

Um beijo!

De Raquel a 02.05.2012 às 21:25

Quem me dera ter um marido q embarcasse nisso. Adorava ter mais um, como sabes. Eu penso igualinho. Thumbs up e tudo a correr muito bem.

Comentar post


Pág. 1/3




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D