Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Entrevistas de emprego - what to do

21.10.11
[Esta é uma acção concertada com a Me, que tem um post no blog dela sobre o que NÃO fazer nas entrevistas de emprego]

A coisa começa muito antes da entrevista. Percebam o que querem, como querem, porque querem. Imponham-se limites e desafiem-se. Foquem-se no vosso objectivo. Ajam. Se querem trabalhar numa multinacional, apontem as vossas armas para aí. Comecem assim. Esperamos que não tenham que chegar à fase de estipular um plano B. Percebam o que é que fazem bem, onde é que podem ser uma mais-valia. Toda a gente tem um talento qualquer.

Peguem numa folha e dividam-na, com uma linha, ao meio. De um lado, os pontos fortes, do outro, os fracos. Analisem os vossos pontos fortes: são organizados? Perspicazes? Criativos? Assertivos? Técnicos? Escrevam tudo o que se lembrarem. Façam o mesmo para os pontos fracos (e assumam-nos): são preguiçosos? Têm medo de tomar decisões? São envergonhados? Têm pânico de falar em público?

Olhem para o resultado do que escreveram e tentem ver o que podem limar. O medo de falar em público vai diminuindo à medida que falam mais vezes em público. A preguiça contorna-se com empenho. A desorganização cura-se com ferramentas (estilo uma GTD, por exemplo, ou listas para tudo e mais alguma coisa). A procrastinação resolve-se fazendo na hora o que aparece para fazer e que pode ser feito imediatamente.

Mentalizem-se de que são os melhores para aquele lugar a que estão a concorrer. Esqueçam as cartas de apresentação hiper-formais e cheias de rodriguinhos. Resumam em meia dúzia de linhas quem são, o que sabem fazer e porque concorrem ao lugar. Ponham-se à disponibilidade. Sejam simpáticos e cordiais, mas não manientos nem empertigados.

Façam o vosso CV com cabeça, tronco e membros. Se a ideia é serem Gestores de Compras, não adianta dizer que trabalharam um verão como monitores de uma colónia de férias. Não encham páginas e páginas de informação inútil. Um CV não deve ter mais de 2 ou 3 páginas (e 3 páginas só se já tiverem muita experiência, coisa que não cabe mesmo só em duas). Uma pessoa perde-se a ler CV carregados de tralha e desiste facilmente. Aqui na empresa ajudei em vários processos de selecção, vi imensos CVs e houve muitos que nunca saíram da secretária precisamente por isto. Se são de design, apostem... no design. Sejam diferentes, mas não sejam parvos. Uma coisa é ser criativo; outra, bem diferente, é ser tonto.

No dia da entrevista propriamente dita: tentem dormir bem, tomar um bom pequeno-almoço, alimentar-se bem durante o dia. Percebam que vão a uma entrevista de trabalho e não a um sarau com a rainha de Inglaterra. Escolham uma roupa que vos favoreça, que mostre o que vocês são. Nada de saias curtíssimas nem de decotes até ao umbigo. Tatuagens à mostra podem não ser boa opção (mas isto depende muito da área a que se candidatam - na minha área, comunicação, publicidade, etc. - ninguém liga a isso). Não abusem dos acessórios. Passem uma imagem profissional mas não vulgar nem exibicionista. O meu truque pessoal para as entrevistas / reuniões importantes são os saltos altos. Nada vertiginoso, mas sinto-me mais confiante com uns saltos do que de romanas nos pés.

Sejam claros. Respondam ao que vos perguntam. Não mintam. Não passem uma imagem errada - se são tímidos não se ponham a falar como se não houvesse amanhã e vice-versa. Não se percam. Não usem palavras demasiado caras nem ponham coisas como "tipo" e "é uma cena" no meio do vosso discurso. Sorriam. Sejam simpáticos, sempre. Não mexam demasiado nas mãos nem no cabelo, sentem-se direitos e não se encolham como se fossem uma tartaruga dentro da carapaça. A ideia é que o outro lado perceba a vossa capacidade, a vossa postura, aquilo que vocês têm de melhor. Por muito nervosos que estejam, tentem não mostrar isso. Também tenho um truque pessoal para isto (mas este é mesmo muito pessoal): antes de entrar num sítio destes, onde vou ser posta à prova, relembro o Dojo-Kun, que são as cinco máximas do karate, e isso acalma-me (resultou quando fui ao concurso, lembram-se?). Fumem um cigarro, bebam uma água, respirem fundo cinco ou seis vezes. E relativizem: é um emprego, não é o fim do mundo. Mas não relativizem demasiado: se é o emprego dos vossos sonhos, deixem isso claro na entrevista. Às vezes mais vale alguém verdadeiramente apaixonado pelo que faz, do que uma pessoa que até tem mais experiência, mas para quem estar ali ou na China dá no mesmo.

Acima de tudo, acreditem em vocês. A vossa oportunidade vai chegar.

[Ajudou?]


Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D