Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sobre aquele tipo que, em tempos, liderou o nosso governo

27.03.13

Não vi a entrevista do senhor. Não tenciono ver um minuto sequer daquele programa que ele vai ter na RTP. Li algures que ele assume as responsabilidades que tem, e não as que o querem fazer assumir à força. Eloquente, como de costume.

E até lhe dou alguma razão. Ele tem responsabilidades, que tem. Mas dividem com ele as responsabilidades as pessoas que votaram nele, dando-lhe lugar no poleiro. Eu assumo a minha quota-parte: dei-lhe uma cruz, na primeira vez. É aquela coisa... à primeira caem todos, à segunda cai quem quer.

A terceira, parece-me, virá mais dia, menos dia. E nessa, na terceira, se fizermos fé no que diz o ditado, só cairá quem for burro...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Filmes #27

27.03.13

"Um Segredo Muito Nosso", Dennis Lee, 2008

Apanhei este filme na RTP. Fiquei a ver, enquanto lia. Desisti. Voltei a ele com tempo, porque achei que merecia. Não me enganei. Um filme sobre as relações humanas, sobre os limites, sobre as memórias, sobre educação, sobre o equilíbrio ténue das famílias. Mas, acima de tudo, um filme sobre pessoas. Gostei muito mesmo. 8/10.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

"Então e a tua 7650888923481374ª dieta?"

27.03.13

Vai bem, obrigada! Uma semana a portar-me como deve ser - ou seja, a comer as coisas mais ou menos certas, nas horas em que é suposto, a cortar nos doces, nos fritos e nas gorduras e a ter cuidado com os hidratos - e o resultado já me faz ficar feliz. Menos um quilo e meio. Yay!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ontem

27.03.13

Têm-me sabido maravilhosamente estes dias lentos com os miúdos. Acordar tarde, não ter horários muito rígidos, poder realizar desejos... Tem sido bom.

 

Ontem a alvorada aconteceu às 11h15. Tratei do infante enquanto a infanta gastava os últimos cartuchos no seu paraíso particular: a cama dos pais. Depois tratei de mim e a infanta ainda a esvazia a cartucheira. Saímos de casa já passava do meio dia. Levei o miúdo aos avós, peguei na miúda e fui ao ginásio - estranhamente, ela portou-se bem... conseguiu estar 45 minutos mais ou menos sossegada! Dali seguimos para o Fórum. Almoçámos e fomos ao cinema ver "Os Croods". Giro e tal... eu aproveitei para dormitar ali em cima do intervalo, mas nada de grave nem que me fizesse perder o fio à meada. Quando o filme acabou fomos ao supermercado, para aproveitar os vinte minutos que tínhamos até à natação. Desta vez ela nadou na hora a seguir à habitual e o que safou a coisa foi a presença de uma colega de escrita da Papel... porque, tirando este factor (e a filhota dela, que é uma delícia), prefiro mil vezes o horário anterior. Depois... correr para ir buscar o infante, regressar a casa, desenrascar uma massada de peixe enquanto pai e filho tomaram o banho conjunto... jantar e plim... escrever, uns, dormir, os outros.

 

Para hoje... não há planos. Haverá café com a BFF e é tudo. O resto... logo se vê... E é bom, isto de não ter horários, já disse?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Férias

25.03.13

A miúda está de férias. Hoje acordámos os três às 11h (com interrupções pelo meio, mas a alvorada oficial foi a essa linda hora). Eles passaram a manhã entre episódios do Mickey, brincadeiras e brigas de irmãos. Eu passei a manhã agarrada ao ferro de engomar. Almoçámos tarde. Agora eles dormem. Eu vou acabar de passar a ferro e conto gastar o resto do tempo entre um filme e um livro. Desta vez decidi não me massacrar e permitir-me aproveitar estes dias com eles. Reservo os serões para a escrita, sem sentimentos de culpa e sem stresses.

 

Amanhã haverá cinema (prometi à miúda que a levava ao cinema... no verão. Depois nas férias do Natal. Depois no Carnaval... Não passa de amanhã!) e natação. Amanhã, com sorte, conseguirei ir ao ginásio. Na quarta haverá lanche com a BFF que não nos abandonou rumo a Beja. Na quinta mais natação e, com sorte, mais ginásio. Na sexta... logo se vê. De caminho, filmes e séries e livros. Ah, e comer em condições - esta parte também está a correr lindamente, fiquem a saber! E vai melhorar!!

 

Boa semana, gente!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 anos

25.03.13

Fez ontem 4 anos que aterrei a nave aqui, neste blog (ainda na versão .blogspot, mas pronto). Há 4 anos tinha percebido que não dava para o discurso mimimi-cutchi-cutchi pós-maternidade, tinha percebido que precisava de um canto onde pudesse ser eu, onde pudesse escrever o que me desse na telha e onde pudesse, vá, ser anónima. O anonimato durou pouco (umas horas, acho), porque houve logo quem percebesse que aquela era a minha voz, a minha forma de escrever. Busted! Fui mantendo a coisa low profile porque não gosto de levantar ondas. Até que a Marianne foi dando lugar à Lénia. Até que deixou de fazer sentido que houvesse uma Marianne quando, na verdade, existia uma Lénia. Portanto hoje, 4 anos e um dia depois, deixo cair o Marianne e assumo de vez este facto "chato": chamo-me Lénia. Não me chamo Marianne, não me chamo Mariana, não me chamo Maria. Lénia. É feio mas é o que há. É feio, mas é o meu nome e não há por que não assumir. Bye bye, Marianne!

 

[Tudo o que existe com este nick mantém-se: Instagram e email.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Da contenção alimentar

22.03.13

Ao pequeno-almoço bebo um copo de leite magro ou um batido de fruta, como cereais de fibra ou uma fatia de pão integral com manteiga magra e fiambre de peru. Também acontece comer duas tostas integrais só com manteiga. Bebo dois cafés antes de almoço. Bebo chá verde. Vou ao ginásio. Volto e almoço arroz integral com carne grelhada, peixe grelhado, delícias do mar ou uma salada qualquer. Bebo mais um café. Lancho um iogurte magro e uma tosta, ou um batido, ou um copo de leite. Bebo mais chá. Janto sopa ou carne ou peixe sem molhos, acompanhada de salada ou de legumes salteados. Vou-me deitar. Se fico a ler até tarde, e dependendo do leite que já bebi durante o dia, forro o estômago com mais um copo de leite ou com um iogurte.

 

Tem sido assim esta semana. Já tive picos de fome que, na verdade, não são fome, mas sim ansiedade. Sim, a minha inimiga número um é ela, a ansiedade. Vou tentando gerir a coisa. Como tenho noção do problema, foco-me na solução, auto-acalmo-me, desvio a cabeça deste pensamento.

 

Hoje pesei-me. Menos meio quilo (mais um bocadinho, acho, que a minha balança não é digital). E o resultado? Um hiper sorriso. Vou devagarinho, mas vou. Hei-de chegar lá, onde quero. Se calhar não demoro dois meses, demoro quatro. Mas hei-de conseguir...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Só neste país...

21.03.13

Que palhaçada é esta de pôr o Sócrates na RTP a opinar/comentar acerca seja do que for? Com que direito?

Mesmo que o tipo não receba dinheiro por isso, há custos alocados ao programa. Ora a RTP é a estação de televisão pública. Portanto, somos nós, contribuintes, que vamos andar a pagar o programa onde o tipo vai exercer a sua verborreia. Acontece que eu não quero pagar isto! Não depois do buraco tremendo onde o tipo nos enfiou! Não depois de o tipo sair impune disto tudo! Não mesmo!

Este país está em estado de sítio. E o pior é que não acredito que a coisa melhore nos próximos tempos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Wishareit

21.03.13

Aqui há umas semanas recebi um mail a apresentar a Wishareit (lê-se We-share-it). Fui investigar. Gostei.

 

Então o que é a Wishareit? É uma plataforma de desejos. Eu explico: sabem aquelas wishlists que vamos fazendo, com coisas que gostávamos de comprar e/ou fazer, com sítios onde gostávamos de ir, etc.? Então, nesta plataforma podemos organizar isso, podemos partilhar a nossa wishlist naquelas alturas críticas (Natal e aniversários, por exemplo) e isso ajuda a evitar desastres.

 

Imaginem: constroem a vossa wishlist, aquilo está visível para os vossos amigos (sim, funciona segundo o princípio da rede social). Na altura do vosso aniversário, em vez de eles andarem a matar a cabeça a tentar perceber o que poderiam oferecer-vos basta dar uma espreitadela à vossa wishlist e plim! Têm o problema deles resolvido - descobrem rapidamente o que vos oferecer - e vocês ficam todos contentes porque, em vez de receberem mais um CD dos Scorpions, recebem o CD daquela banda que é mesmo a vossa preferida. Podem ainda pedir ajuda aos vossos amigos para encontrar o presente ideal para dar a outra pessoa e podem pôr-se a par dos desejos dos vossos amigos (óptimo para gente curiosa!)

 

Os extras: dá para instalar um botão "Wish This" na vossa barra de ferramentas e, quando andarem a deambular pela net e esbarrarem em qualquer coisa de que gostam mesmo e que queriam MESMO ter, basta carregar no botão e adicionar a coisa à vossa wishlist.

 

Experimentem aqui. É giro, é divertido... e dá para ficar a sonhar com uma data de coisas lindas... (a minha wishlist é uma espécie de "lista de desejos inconcretizáveis até lá para 2030, mas não faz mal. Quando olho para ela lembro-me de que, no limite, ainda há coisas que mexem comigo...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Hoje

21.03.13

Na Papel...

 

Leiam isto...

e isto...

e isto...

 

(E tudo o resto, que vale bem a pena!!)

 


{E desta semana em diante estarei lá, a quatro mãos, em versão Frente & Verso, com a querida Margarida Vaqueiro Lopes. Tão bom!!}


Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais um post sobre os blogs e a publicidade

20.03.13

Já disse várias vezes: não tenho nada contra publicidade nos blogs, desde que seja claro o que é publicidade (logo, envolve pagamento) e o que não é.

 

Não sejamos ingénuos: alimentar um blog dá trabalho, consome tempo, exige pesquisa, exige criatividade. Pode ser só um passatempo, mas dá trabalho.

As marcas que querem usar os blogs para se promover têm que perceber esta equação: estão a promover produtos/serviços, o seu objectivo é ter lucro. Os blogs garantem-lhes público, portanto parece-me justo que ganhem alguma coisa neste "negócio". Assumindo que um blog não é a Santa Casa e que quem tem o trabalho é o blogger, parece-me lógico que tire algum benefício da relação com as marcas.

 

Acho estranho que as marcas abordem os blogs e lhes peçam batatinhas. Ah, e tal, gostávamos tanto que nos ajudasse a divulgar o nosso produto/serviço... Ora, caracinhas! O objectivo das marcas é o lucro. O que é que o blogger ganha com esta relação? Não pode ganhar zero. Ninguém gosta, como diz a Maria Guedes do Stylista, de ser pago em vernizes. Se um blogger investe tempo, se trabalha para ajudar uma marca, tem que ser compensado por isso.

 

Não me choca minimamente que os bloggers ganhem dinheiro com a publicidade que têm nos blogs. Desde que a mesma esteja claramente identificada, qual é o problema? Compramos uma revista e já sabemos que há anúncios. Vemos TV e já sabemos que nos intervalos há anúncios. Podemos passar as páginas de publicidade em frente e podemos mudar de canal nos intervalos. Certo. E também podemos passar à frente os posts publicitários (mas, para isso, é preciso que estejam claramente identificados).

 

Disse aqui há dias, no Facebook, que havia de voltar a falar nisto aqui no blog. Num dos posts sobre o Giveaway da Corine de Farme perguntaram-me se ia transformar o blog num antro de publicidade. Não, não vou. Mas se houver marcas interessadas em comunicar através do meu blog, se forem marcas com que eu me identifique, vou considerar a hipótese. E vou cobrar por isso. Porque, da mesma maneira que as marcas não são a Santa Casa, eu também não sou. E se tenho trabalho, tenho que ser paga por isso. Tenho filhos para alimentar, contas para pagar e parece-me muito injusto ajudar marcas a divulgarem-se e não ganhar nada com isso. E, lá está, ninguém gosta de ser pago em vernizes... (até porque ninguém se alimenta de vernizes). Se o blog se tornar autosuficiente, então eu vou poder investir mais tempo aqui, vou poder produzir melhores conteúdos, vou poder escrever mais e melhor.

 

É isto que eu acho que algumas marcas ainda não perceberam. Não podem partir do princípio de que os bloggers terão toda a boa vontade do mundo a custo zero. Lá fora, nos Estados Unidos, em Inglaterra, etc., a publicidade em blogs está mais do que aceite, é clara, toda a gente faz isso. E não há problema nenhum. Dou-vos dois exemplos: A Cup Of Jo e Putting Me Together. O primeiro tem posts pagos, são óbvios. O blog é fabuloso, ela escreve maravilhosamente e não perde essência por ter publicidade no blog. Aliás, é isso que lhe permite continuar a ser apenas blogger. No outro, a autora tem patrocinadores mensais, recebe algumas ofertas de marcas e tudo corre normalmente. Não há nada encapotado, não há nada disfarçado nem há razão para isso, parece-me.

 

Já aconteceu aqui - e há-de acontecer mais vezes - eu falar de marcas sem que ninguém me encomende o sermão. Posso deparar-me com um produto muito bom e falar nisso (e isso não significa que receba dinheiro por isso). Posso querer dar-vos a conhecer uma marca "handmade" ou qualquer coisa que vi num blog estrangeiro. Posso querer aconselhar um sítio, um passeio, o que for. A não ser que eu diga claramente que aquilo é publicidade, não é. Sou só eu a partilhar conhecimento e a dar a minha opinião. Parece-me simples.

 

Portanto, acho que vai sendo tempo de nos habituarmos a esta nova dinâmica. Os blogs nasceram como diários de bordo, mas evoluíram, como evoluiu o mundo. Não vem mal nenhum ao mundo se um blog tiver patrocinadores, não vem mal nenhum ao mundo se as marcas usarem os blogs para se promover. Agora, aprendam a fazer as coisas. Cá para os meus lados escusam de enviar press releases sem serem claros no que pretendem. Já recebi vários assim, a seco. Não faço nada com eles. Já recebi convites que recusei e já recebi convites que aceitei (o mais recente foi o do Ikea). Nunca recebi dinheiro por nada do que se passou aqui no blog, mas já recebi produtos (a Corine de Farme, por exemplo, ofereceu-me um kit igual aos que sorteei). Se e quando acontecer ser paga para escrever sobre alguma marca, tudo derá feito na legalidade: recibo emitido e tal, assim à séria. Se e quando acontecer ser paga para escrever sobre alguma marca, vocês serão os primeiros a saber. E poderão ler o que tenho a dizer sobre o assunto ou passar adiante. Como em tudo na vida, a escolha é vossa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia a líquidos

19.03.13

Sobrevivi. Já tinha feito isto uma vez e tinha sobrevivido, portanto à partida sabia que me safava. Mas foi difícil, claro que sim. Há ali alturas em que até uma perna de uma cadeira me apetece roer... Mas não se pode. Depois fiz a asneira de ficar a ler e a ver tv antes de dormir, em vez de, efectivamente, dormir. E deu-me a fome. Pior: deu-me a saudade de roer. Não roí nada. Fui beber um copo de leite quente e adormeci de seguida (a pensar nas tostas integrais que ia poder comer hoje ao pequeno-almoço!).

 

Hoje acordei, bebi um copo de leite, comi duas tostas integrais com manteiga magra, bebi um café e segui viagem. Daqui a pouco vou comer uma peça de fruta e uns frutos secos. Depois será hora de ginásio. O almoço andará à volta de uma omelete com queijo e delícias do mar. A seguir... logo se vê!!

 

Dia 1: completo! Yay!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Varandas, terraços, alpendres, jardins, quintais... e inveja

18.03.13

Há dez anos (dez anos??? Como dez anos?? Já??), quando andei à procura de casa, uma das coisas que, para mim, eram opcionais eram as varandas. Quer dizer, vivi 24 anos numa casa com três varandas (transformadas em marquises), reconhecia o jeito que aquilo dava (para secar roupa, essencialmente), mas havia de sobreviver sem varandas.

Quando encontrei a minha casa (esta, onde ainda vivo), encolhi os ombros e soltei um "oh, não tem varandas, não faz mal" e comprei a casa. Só precisei de UM inverno aqui para perceber que tinha feito asneira. Na altura, solteira e sem filhos, a quantidade de roupa que precisava de secar não justificava a compra de um secador de roupa. Nem de grandes invenções. Um estendal no meio da sala e a coisa dava-se. Agora não é bem assim. Agora passo o inverno a levar roupa para secar em casa da minha mãe, a tal que tem três varandas transformadas em marquises.

Por outro lado, é um facto que o sítio onde vivo (esta rua em particular) não convida a grandes cowboyadas exteriores, nem sequer no verão. Quer dizer, no ano passado houve TRÊS noites de verão nesta rua (sim, contei-as). De resto, não se pode andar na rua numa de t-shirt de alças e havaianas nos pés. O vento não deixa. Coisas como jantares lá fora são para esquecer. E neste sentido, não me chateia muito não ter um espaço exterior. Portanto, dada a minha conjuntura, a cena das varandas já deixou de me moer há muito tempo.

Até que.

 

Na semana passada, o Ikea convidou-me para assistir à apresentação da colecção Outdoor deste ano. Ora, convites do Ikea só recuso se não puder mesmo ir. É que eu e o Ikea... amigos para a vida! Bom, adiante. Lá estive eu, a ver a apresentação... e a auto-rogar-me cinquenta mil pragas. Porquê, senhores, porque é que eu comprei uma casa sem varandas?? A colecção é gira, as cores são giras e as possibilidades são infinitas. Eu, que quando chego a essa parte lá no Ikea, passo ao largo, abri finalmente os olhos para o admirável mundo do mobiliário e decoração de exteriores e... QUEM É QUE ME MANDOU COMPRAR UMA CASA SEM UMA VARANDINHA SEQUER PARA AMOSTRA???

 

Gostei mesmo... quer dizer, como é que dá para não gostar? Ora vejam...

 

Portanto, se eu tivesse uma varanda, já sabia o que havia de lhe fazer. Não tendo, limitei-me a babar perante estas imagens e perante os diversos espaços instalados no Ikea de Alfragide. Deu-me vontade de arranjar uma varanda ASAP (e quem diz uma varanda diz um terraço... ou um alpendre... ou um jardim... mas para isso já teria que incluir a palavra Euromilhões no cenário e... não me parece!).

 

{Muito obrigada ao Ikea pelo convite, pelos ensinamentos... e pela sensação de inveja - da boa - com que fiquei de toda a gente que tem a sorte de ter um espacinho exterior para tomar pequenos-almoços com sol e calor, para ler, para jantar com amigos, para pensar na vida, para secar roupa ou... seja lá para o que for!}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um ciclista e um carro

18.03.13

No caminho que faço de casa à escola da infanta, apanho vários cruzamentos. Hoje de manhã passei um desses cruzamentos e parei logo a seguir, para deixar uma senhora atravessar na passadeira (diz que é isso que o Código da Estrada manda fazer). Quando estava a arrancar novamente ouço um barulho e sinto uma batida. Pensei que fosse a minha querida filha a dar um salto na cadeira, como de vez em quando se lembra de fazer. Olho pelo retrovisor para a desancar e vejo um ciclista a levantar-se do chão. Não percebi de onde o homem apareceu, não percebi como pôde bater-me, não percebi como não me viu. Quer dizer, o sítio onde eu estava tem tudo menos falta de visibilidade! Não percebi, juro.

 

[Ninguém se magoou. Ele levantou-se e seguiu caminho, eu fiz o mesmo. Depois, cheguei ao escritório do meu marido e vi que tinha duas amolgadelas no pára-choques traseiro. Como eu sou assim a antítese da pessoa-que-conhece-cada-mazela-que-o-carro-tem, perguntei se aquilo já ali estava. Ele diz que sim, portanto o senhor ciclista destrambelhado não me lixou o pára-choques. Tudo está bem quando acaba bem, não é?]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da dieta - post 37990543423890

18.03.13

Portanto, oh que novidade, lá vou eu entrar em dieta (até a mim isto já faz rir...). Portanto, hoje é o dia 1 (pela 3896855612089ª vez). Diz a minha amiga Rita que só custa começar. Tretas!! A mim custa é acabar!! Começar, já comecei ziliões de vezes...!

Bom, para hoje temos o quê, para começar assim em grande? Dieta líquida. So far, so good. Batido de morango ao pequeno-almoço, sumo de abacaxi, pêra e espinafres a meio da manhã (e antes da ida ao ginásio onde, by the way, achei que ia quinar! Nem nas aulas de cycling eu transpiro assim, credo!! Sôdona Rafaela hoje estava possuída e descarregou a fúria em nós, inocentes lontras... ). Sopa de alface ao almoço. Dois cafés até agora. O lanche será outra vez sumo de abacaxi, pêra e espinafres e o jantar será... sopa. De quê? Pois, não sei, ainda não a fiz.

E isto aguenta-se bem? Maizómenus! Quer dizer, não posso dizer que tenho fome - que não tenho! -, mas tenho saudades de roer coisas. E isto acontece com toda a gente. A mastigação ajuda o cérebro a processar a sensação de saciedade. Ora, se não mastigamos, o cérebro vai ter mais dificuldade em assumir a coisa. Mas é só hoje. Amanhã já volto a comer sólidos. Depois na quarta, se a coragem não me abandonar e se não tiver já dada por encerrada a minha 3896855612089ª dieta, repito o dia só com líquidos. Para quê? Para desintoxicar. E para me redimir de alguns disparate(zinhos) que andei a fazer...

 

(Quer dizer, em minha defesa, avanço o seguinte: passei a semana passada a jantar sopa e a não comer hidratos à noite. É uma vitória para mim, acreditem...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Do fim de semana

18.03.13

Fomos à terrinha. Não íamos desde o Natal, acho. Esteve-se muito bem. Muito menos frio do que da última vez, muito menos chuva. Lareira acesa, cama quentinha q.b. (na verdade, tenho sempre frio, mas adiante!), o livro do momento, os miúdos em actividades que adoram (tipo dar de comer às galinhas, fazer festas a cães e perseguir cabras-que-devia-estar-a-ser-ordenhadas). Foi bom. E da próxima vez que lá formos, teoricamente, vai estar ainda mais quentinho... é que eu e frio na cama é uma combinação que... não dá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tanta coisa para escrever e tão pouco tempo...

18.03.13

Breve índice do que por aí vem:

 

- Um fim de semana campestre

- Um ciclista e um carro (o meu carro, por acaso)

- O Ikea, varandas e terraços (e inveja, muita!)

- ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Giveaway Corine de Farme... os resultados!

15.03.13

Portanto, depois de tudo verificado, depois de eliminadas as entradas duplicadas, aqui está a lista de vencedoras:

 

Rita Venido

Maria Isabel Rego

Sandra Noronha

Analycia

Sofia Rodrigues

 

Parabéns às cinco!!

 

Vão ser contactadas por email, vou pedir-vos que me indiquem as moradas onde querem receber os prémios que depois a Corine de Farme vos fará chegar.

 

Obrigada pelas 144 participações!! Vou tratar de arranjar mais giveaways giros para vos mimar de vez em quando, boa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

E no reino do Sapo...

14.03.13

Hoje a coisa versa sobre isto de deixar os nossos passarinhos voar para fora do ninho...

Autoria e outros dados (tags, etc)

On my feet...

14.03.13

{E porque já me perguntaram isto hoje, em dois sítios diferentes, ficam os créditos.

Primark, €8.

Há mais cores, todas giras. São confortáveis. Não espero que durem cinco anos, obviamente. Mas até são capazes de durar...}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Hoje é dia de...

14.03.13

Papel...

 

E esta semana há Rádio na revista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sonhos retorcidos

14.03.13

Ok, concedo: sou capaz de andar a ler demasiados policiais e a ver demasiados thrillers. Pode ser que seja o caso. Pode também acontecer que eu tenha uma mente retorcida. Alguma coisa há-de ser...

Há algumas semanas sonhei com um crime perfeito. Estava não sei onde (era uma casa de madeira, mas não consigo situar; sei que havia praia e floresta por perto) com um grupo de amigos. Depois, não sei porquê, um deles matou acidentalmente um homem, que calhava ser o seu avô. Matou-o com um haltere (de ginásio... don't ask que eu também não consigo explicar!) - bateu-lhe com o dito na cabeça, ao virar-se, e o senhor esvaíu-se logo ali. Ninguém, além de mim, se apercebeu. Escondemos o corpo e ninguém mais perguntou pelo senhor. Não me lembro como terminou o sonho, mas sei que andou por ali: matava-se uma pessoa e escondiam-se os vestígios. Ninguém descobria.

 

Hoje, do nada, sonhei com o mesmo crime. Estávamos na mesma casa, mas agora com a polícia no nosso encalço, à procura do senhor. E nós eliminámos vestígios, lavámos tudo, objectos, paredes, tectos, chão, o haltere com que o velhote tinha sido morto. Desmontámos o haltere, limpámos todas as peças, todas as ranhuras, tudo. E, para nos certificarmos de que estávamos a limpar tudo como deve ser, íamos pondo luminol nas coisas, para ver se havia reacção à presença de sangue. Não havia. Depois levámos o senhor para longe, enterrámo-lo não sei onde e a coisa ficou assim. O rapaz que tinha morto o velhote volta não volta queria ir entregar-se e eu não deixava, dizia-lhe que estava tudo bem, tinha sido um acidente e estávamos a fazer o melhor para ele, para evitar um julgamento e eventual prisão por homicídio involuntário.

Muitas séries, muitos filmes, muitos livros, é o que vos digo (ou passei ao lado de uma bela carreira na PJ, não sei...).

Autoria e outros dados (tags, etc)

... and the Oscar goes to...

13.03.13

Annuntio vobis gaudium magnum:
Habemus Papam;
Eminentissimum ac reverendissimum Dominum,
Dominum Jorge Mario Sanctæ Romanæ Ecclesiæ Cardinalem Bergoglio,
Qui sibi nomen imposuit Franciscum.

 

Está feito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Habemus Papam...

13.03.13
Fumo branco no Vaticano. Sem piadinhas acerca do tema, sorry!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Entretanto...

13.03.13

... vejam lá se conhecem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Giveaway: hurry up!!

13.03.13

Gente que ainda não participou no Giveaway Corine de Farme, toca a tratar do assunto!! O prazo termina hoje às 23h59. Vão muito a tempo, portanto... mas não percam a oportunidade!

 

[Obrigada a quem já participou! Isto está a ser giro!!]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Busy. Bee.

13.03.13

Isto hoje está em modo correria: manhã @ Ikea. Almoço @ Colombo. Tarde @ Papel. Mais tarde ainda @ Ikea de novo. Mas é bom...! É mesmo muito bom voltar a ter esta agitação justificada e gira e propensa a gerar ideias. Eu gosto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Madrinha a dobrar

12.03.13

Em 2007 fui madrinha de casamento do meu melhor amigo. Além de ser a melhor amiga dele, fui eu que os apresentei, portanto responsabilidade acrescida. A coisa correu um bocadinho mal (não o wedding, mas sim o marriage - ou seja, não o dia do casamento em sim, mas os tempos que se seguiram). Em 2009 fui "madrinha de divórcio" dele. Se estou lá para os bons momentos, também estou para os maus e, se tivesse havido cerimónia de divórcio, lá teria eu ido assinar por baixo.

Agora, com a vida refeita ao lado de uma mulher linda (e querida e inteligente e meiga e, mais importante ainda, que gosta realmente dele pelo que ele é), com uma filha linda a embelezar ainda mais o quadro, eis que há casamento à vista.

E ontem, numa visita deles cá a casa, novo convite. Ele, o meu amigo-irmão, quer-me novamente ao lado dele, no tal dia especial. E eu disse a única coisa que podia ter dito: que sim. Claro que sim. Hei-de estar ao lado dele sempre que ele precisar de mim. Nos dias felizes e nos outros (que, desde que estas duas miúdas apareceram na vida dele, têm sido bem menos). Como fazem os melhores-amigos-para-a-vida. Como fazem os irmãos. E os padrinhos que ele vai ter (outra vez) ao lado dele são isso: os seus irmãos (o verdadeiro e eu).

 

[Já aqui disse e repito: é maravilhoso fazer parte desta família de amigos. É maravilhoso ter este afilhadrinho, que é afilhado e padrinho de casamento, e que é também padrinho da minha filha.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

1.000

12.03.13

{Obrigada a todos. Aqui e lá, na página do Facebook!}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Yesterday's news: a Moda Lisboa

12.03.13

Vi fotos de muita gente que foi assistir à Moda Lisboa. Fiquei com duas perguntas a pairar:

1: Onde é que aquela gente se esconde durante o resto do ano?

2: Quantas mais edições da Moda Lisboa são necessárias até o estado decretar que por cá passa a ser Carnaval três vezes por ano?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D