Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2 anos

30.03.11
Este blog fez dois anos dia 24 e eu não me lembrei. A única data que não esqueço, no que toca a blogs, é o dia em que nasceu o meu primeiro blog. E esse vai fazer oito (OITO!) anos em Junho... Tanto tempo...!!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Do cansaço

30.03.11
Ando a ser engolida na voragem dos dias. Tenho uma filha muito, muito eléctrica. Ando a tratar de pequenas remodelações em casa. Tenho (quase) tudo documentado, portanto mais dia menos dia aterra aqui um post em jeito de antes e depois. Ando sem paciência para cozinhar. O meu filho não me deixa beber café: se bebo, simplesmente não dorme. Tenho mil projectos começados e tenho que tratar de os acabar, um a um, sem andar a saltitar de uns para os outros. O problema é que todos me dão um gozo do caraças. São quase duas da manhã e eu já devia estar na cama há umas três horas!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Friday's mood

25.03.11



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Hoje é dia de...

25.03.11
... fazer um lifting a umas molduras que tenho no meu quarto e de que já não gosto. Fui comprar tintas, vou lixar aquilo e, com sorte, não... lixo aquilo. A ver vamos.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Freak show...

24.03.11
Todos os meses ando pelos sites de emprego a ver se encontro anúncios a que a minha mãe possa responder. Hoje deparei-me com um que achei brilhante...

Anúncio:

Para todo o serviço doméstico para a zona de Sintra algumas horas por semana! Procura-se jovem simpática, dinâmica, boa apresentação, asseada e boa companhia para casal jovem e simpático!

Respostas para o Correio electrónico, de preferência com foto de apresentação! E fale-nos um pouco de si! :) Obrigado



Analisemos. Um jovem casal pretende recusar uma doméstica que faça todo o serviço (definam "todo o serviço", por favor), que seja simpática, com boa apresentação e boa companhia para um casal jovem e simpático. Portanto, além de uma doméstica, o jovem casal pretende uma dama de companhia. E pede respostas, com foto, e que as candidatas falem um pouco sobre si.

Não era mais fácil pôr um anúncio na secção de convívios de um jornal qualquer?? É que parece-me que o que o jovem casal quer é tudo menos alguém que lhe faça a limpeza da casa...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

9h30

24.03.11
São nove e meia. Parece-me uma linda hora para pegar nos panos e começar a limpar a casa. Prometo que só ligo o aspirador depois das dez. Hoje faço limpeza de leitor de mp3 a passar música para os meus ouvidos. Pode ser que isso me ajude a esquecer as dores nas costas. E o cansaço geral. Ontem prometi e fiz. E foi o primeiro dia de uns meses de dias-com-ginástica-a-sério. Ao fim de dez minutos doía-me tudo. Um simples exercício de braços, que parecia fácil e indolor, levou-me às lágrimas à vigésima repetição.

O Sócrates demitiu-se. 'Tadinho. Agora recandidata-se, que ele ontem avisou logo. E se ganhar... se ganhar, isso só atesta a estupidez do povo. É duro, mas é verdade. Se, depois de tudo o que se tem passado nos últimos dois anos, Portugal reeleger o homem... mais vale abrir um buraco no chão e enfiarmo-nos todos lá para dentro.

Outra coisa deveras importante: tenho sempre a minha sala a tresandar a fumo de tabaco. Uma merda. Tenho que ter um ambientador potente lá ligado, para ver se não cheiro o tabaco dos outros. Sim, que cá em casa não se fuma. Mas há quem fume nas outras casas e o fumo passa pela lareira. E quem diz o fumo dos cigarros, diz o fumo das bifanas grelhadas. Sim, aqui há quem grelhe coisas na lareira. E o cheiro aterra na minha casa. Calcule que também aterre noutras, mas o facto de aterrar nesta é que me chateia...

Bom, vou limpar.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Um dia...

23.03.11
... um dia deixo a preguiça de lado e mudo de atitude face à vida. Mudo de atitude face a mim. Um dia deixo-me de merdas e faço em vez de prometer que faço. Um dia...

Hoje é o dia!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Hello, Spring...

23.03.11

Diz que cheira a primavera... e eu adoro. Não por ser primavera, mas porque já vejo o verão lá ao fundo (ainda muito lá ao fundo mas, oh, já ali vem!!)...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Nove horas e meia

21.03.11
Foi o tempo que o meu príncipe dormiu esta noite.

E há dois meses, precisamente por esta hora (16h30), estava eu a alucinar de dores mas quase, quase a tê-lo nos braços.

Feliz.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Menino vs Menina

21.03.11
O meu filho não sai mesmo NADA à mãezinha dele... Já a irmã dele...

Ela, com dois meses, pesava 5280gr. Ele, com dois meses, pesa 4730gr... Menos 550gr do que ela, portanto. Um ratito, é o que é. E ela, uma pequena lontra (não é nada, mas pronto). Tal e qual como eu e o pai: eu, a lontra, o pai, o ratito.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Dia do Pai

19.03.11
Toda a gente sabe que a minha vida é feita de dois pais: o meu pai e o pai dos meus filhos. O meu pai é o melhor pai do mundo. Sou apaixonada por aquele homem. Complexo de Electra, sem dúvida nenhuma. Sou alapada a ele porque "as meninas puxam sempre mais aos pais". Eu também puxo à minha mãe, mas o meu pai é uma paizão irracional. Devo-lhe muito do que sou, muito do que sei, algumas qualidades que tenho e o meu principal defeito - tudo herança dele. Amo-o muito e sei que ele sabe.

O pai dos meus filhos é o melhor pai do mundo. Por todas as razões e mais algumas. Porque ama os filhos acima de qualquer coisa. Porque se mata aos bocadinhos para dar um futuro brilhante aos filhos. Porque... sim.

Hoje a miúda acordou e foi disparada ter com o pai.

"Pai, feliz dia do pai!", acompanhado de beijo e abraço apertado. E um pai em lágrimas. E uma filha felicíssima porque ia passar o dia nos mimos com o pai.

Eu fiquei com o filho mais pequeno enquanto a mais velha e o pai se foram mimar reciprocamente. E vim almoçar com os meus pais. E não sei há quantos anos não almoçávamos só os três à mesa. Foi bom. É bom. É bom ser filha deste pai e ter dado ao outro a oportunidade de ser pai. Os melhores pais do mundo, pois claro.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Friday's mood

18.03.11



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A question of love

18.03.11
Não é novidade: o facto de ter um blog já me trouxe muitas coisas boas. Mas, mais do que coisas boas, trouxe-me pessoas boas. Pessoas lindas, cheias de luz. Pessoas que, de outra forma, nunca teria a sorte de encontrar.

A Mafalda. A minha Mafalda. A Mafalda que vive a 330kms de mim e que, não fora isso, aposto que passávamos a vida juntas. A Mafalda que me faz chorar aí metade das vezes que falo com ela. A Mafalda que me lia e que um dia me escreveu e com quem passei a falar quase diariamente e que não perdi a hipótese de conhecer pessoalmente um dia em que tive que ir à cidade dela em trabalho. A Mafalda que viu o meu filho mais novo na barriga e que conheceu finalmente a mais velha. A Mafalda que chorou quando soube que a mais velha tinha nascido e que contou a nossa história à mãe dela. A Mafalda que, aconteça o que acontecer, está lá, apesar de longe. A Mafalda que encontrou o homem da vida dela e que teve um dos pedidos de casamento mais surreais (e apaixonados) de que tive conhecimento. A Mafalda que vai casar em Maio. A Mafalda que me enviou um convite de casamento sem eu sequer desconfiar.

Não vou poder ir e isso parte-me o coração. Mas vou estar lá, com ela, de coração. Adorava poder vê-la entrar na igreja. Sei que vai estar linda, linda. Sei que se vai desfazer em lágrimas, ela que também é uma chorona como eu. E sei que ele se vai desfazer em lágrimas, ele que é uma espécie de coulant: consistente por fora, derretido por dentro. E sei que vai ser o dia mais bonito da vida dele. Um dos dias mais bonitos. Haverá mais, obviamente.

Minha querida, tu és insubstituível para mim. E és uma das razões para eu dar graças pelo dia em que criei um blog e comecei a escrever. Ainda bem que a vida te trouxe. Gosto MUITO de ti e tenho mesmo pena dos 330kms que nos separam. A ti, desejo exactamente o mesmo que a mim. Par de filhos incluído. E um amor para a vida. E a maior felicidade, que tu bem mereces.

♥ U!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adeus!

17.03.11
Adeus, 67kg! Olá, 66kg. Não se incomodem com a minha presença, vim só aqui de passagem, não demoro muito, vou em direcção aos 55, tá?

[E ver menos um quilo na balança, isso sim, é motivação!]


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

In love...

16.03.11


Adoro... (e ontem apaixonei-me pela capa deste CD e esteve mesmo, mesmo quase a vir comigo da Fnac!)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Da greve dos camionistas

16.03.11
Existe um tempo antes dos filhos e um tempo depois dos filhos. Se esta greve (e a de 2008) tivesse acontecido antes dos meus filhos existirem, eu teria estado literalmente nas tintas para a greve. Acontece que a coisa agora estalou comigo mãe de dois. E não me estou a lixar para a greve. Vai daí, fui abastecer. Gasóleo no meu carro, gasolina no dos meus pais, supermercado. Só de leite vieram 30 litros cá para casa. Mais massas, arroz e coiso e tal. Que eu até posso ficar sem comer, agora a minha filha não pode - nem vai - ficar sem o leite dela nem nada que se pareça. Portanto preveni. Se me sinto parva por ter feito isso e a greve só ter durado um dia? Não. Assim como assim, eu compro leite alarvemente (porque somos grandes consumidores da coisa, lógico). E as massas e o arroz gastam-se. Ou seja, fui agora às compras e não vou nos próximos dois meses. Assunto tratado.

Moral da história: perdi muita da minha impulsividade, muito do meu "logo se vê". Estou mais cautelosa, mais cuidadosa, mais preocupada. Porque já não me preocupo só comigo e porque já não me preocupo comigo em primeiro lugar. E isso, parecendo que não, muda muito uma pessoa.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Irresistível

16.03.11
... Pois que não resisti. Pois que pus o "A Irmandade" em stand by e agarrei-me a "O Livro dos Homens Sem Luz", do João Tordo. Não me surpreende: estou a gostar muito. A mesma escrita cinematográfica, a mesma leitura corrida, que nos devora...

E a seguir devo ir ao "As Três Vidas", que também está ali na prateleira à espera... E sim, é uma escrita viciante!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

"O Bom Inverno"

13.03.11
Brilhante, este livro do João Tordo. Estou muito, muito feliz por ter finalmente descoberto este grande escritor. "O Bom Inverno" é uma leitura cinematográfica - graças, creio eu, ao facto de o João Tordo ser guionista: conseguimos "ver" as cenas, os cenários, as angústias das personagens. Não é um livro com um "twist" inesperado, não é um livro dentro de um livro, é apenas uma história muito interessante, muito bem contada. Lê-se muito bem, não é uma leitura densa, intrincada, retorcida. E nem tinha que ser. Adorei, recomendo. E o João Tordo, como já aqui disse, ganhou entrada directa para o meu top de escritores.

Agora vou voltar à Idade Média, às Cruzadas: "Irmandade", de Robyn Young. O primeiro volume de mais uma trilogia... sou viciada, eu sei!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Sobre o sismo no Japão

11.03.11
Soube dele à hora de almoço. Fiquei, obviamente, estarrecida perante as imagens brutais do tsunami a devastar tudo.

Contudo, o que mais me impressionou foi isto: esta noite sonhei com um tsunami... (sem comentários...)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Não precisam de pedir

11.03.11
De vez em quando alguém pergunta se pode "roubar" um texto meu para pôr no respectivo blog. Não precisam de pedir. Eu sei que aqui só há malta séria que linka ou copia a coisa referindo a fonte. Enquanto for assim podem sempre levar daqui os textos que quiserem. E não precisam de pedir.

E já agora aproveito para agradecer mais uma vez a quem me lê. Há muito tempo, há pouco tempo, todos os dias ou uma vez quando o rei faz anos. Um blog faz-se de quem o escreve mas vive de quem o lê. E é por haver pessoas a lerem este (e os outros que alimento) que isto aqui tem muita vida! Obrigada!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Disclaimer

09.03.11
Ainda sobre o dia da mulher: eu sei que é uma data internacional. Sei que há muitos sítios onde as mulheres são consideradas seres muito inferiores. Mas continuo a achar que nos vamos pondo a jeito, só isso.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Do dia da mulher

09.03.11
Continuo sem perceber porque é que se há-de atribuir UM dia às mulheres. Como se não fossem as mulheres a carregar o mundo às costas. Começa na procriação. Para se gerar um filho não é preciso que a mulher tenha um orgasmo, mas é imperativo que o homem o tenha. Donde, o prazer dela é dispensável, o dele, essencial. Começamos bem, portanto. Depois são nove meses. De poesia e dores no corpo. E o grand finale, onde nasce um ser novo e terminam as horas de sofrimento por que a mulher teve que passar (ignoremos que existe epidural e assumamos que todas as mulheres têm um parto dolorido). Os períodos (coisa fabulosa de que os homens se safaram). O ter que fazer chichi sentada, sendo absolutamente necessária uma casa de banho ou, no limite do desespero, um arbusto bem guardado, coisa que não há por aí aos pontapés.

Mas, acima de tudo, a Wonder Woman que se espera que todas sejamos. Trabalhar oito horas por dia (pelo menos), pôr e trazer os filhos da escola, dar banhos, fazer jantares, fazer as compras da semana, manter a casa arrumada, mantermo-nos arrumadas, prontas para o que der e vier, não deixar que falte nada em casa, ter a solução para tudo, do Ben-U-Ron para os princípios de febre, ao vinagre para tirar cheiros, à acetona para tirar nódoas de sangue, saber as respostas mais longínquas, para poder ajudar nos trabalhos de casa, conhecer todas as personagens das Winx, do Ben10, do Bob, o Construtor, e não as baralhar. Saber os tamanhos que vestem todas as pessoas que vivem na nossa casa, não esquecer que o marido gosta de meias sem elástico e de gravatas 100% seda, não esquecer que se paga à empregada ao dia 1 de cada mês, tratar de todos os pendentes, sejam as contas do banco ou as marcações de férias, estar sempre disponível para ir com os filhos ao médico, nem que para isso se vire a vida do avesso. Ter que pedir favores para poder ter duas horas por semana com as amigas ou uma tarde para ir às compras. Chegar ao fim do dia com um sorriso, de negligé, fresca e perfumada na cama, à espera do marido que terá, eventualmente, AJUDADO nalgumas das tarefas sem ter efectivamente FEITO nenhuma delas.

Depois disto tudo dão-nos UM dia em jeito de homenagem, numa de "vá, toma lá uma geribéria que hoje é dia da mulher".

Caríssimos, que pariu! Merecemos 365 dias de homenagem por ano. Merecemos mimos todos os dias. Merecemos flores todos os dias. Merecemos que, de uma vez por todas, reconheçam que sem a nossa dedicação, a nossa entrega, o nosso desenrascanço, a nossa força de vontade, a nossa destreza, a nossa argúcia, o mundo era uma bela merda de sítio para se viver.

É por isso que não celebro o dia da mulher. Acho sexista, discriminatório, idiota. É melhor que nada, dizem uns. É uma forma de valorizar, dizem outros. Os homens não têm nenhum dia de homenagem e, ainda assim, o mundo continua, ilusoriamente, a girar à volta deles.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Dica para mães recentes

08.03.11
Descobri há pouco tempo porque ma apresentaram. Quem? A mais fabulosa colher da história. A melhor invenção a seguir à roda (ou até antes da roda!). Porquê? Porque evita/reduz/limita a javardice das primeiras refeições de colher.

É da Imaginarium, custa €9,95 e vale cada cêntimo. Mete-se a sopa/papa/fruta lá para dentro e vai-se apertando para dosear. Muito menos chafurdice do que com o método tradicional! Já aqui tenho uma para o pequeno mancebo quando chegar a vez dele. E tenho pena, muita, de não a ter conhecido aquando da estreia da catraia na arte de comer como as pessoas.


Autoria e outros dados (tags, etc)

A "passadeira vermelha" do FdC*

08.03.11
(Perdão pela qualidade das imagens, mas é o que dá fazer print screens do youtube)

Nuno Norte de "estou-me muita bem lixando para o que vocês pensam".

Axel de parolo da aldeia com direito a máquina de filmar, em punho, para depois pôr a filmagem ao lado das filmagens das festas de natal da escola dos filhos/sobrinhos/whatever. (Desta figura não tenho imagem)

Filipa Ruas de soldadinho de chumbo semi-nu.

Wanda Stuart de puta.

E comento eu com o meu marido: não sei porque é que a Wanda Stuart está vestida de puta...
E responde ele: é porque não teve tempo de se mascarar...

*Festival da Canção


Autoria e outros dados (tags, etc)

Festival da Canção

08.03.11
Sábado à noite estacionei os olhos nesse grandioso (not) evento que atende por Festival da Canção. Não vi as canções. Apanhei aquilo quando um punhado de ilustres (des)conhecidos dava as pontuações dos respectivos distritos, perante uma Sílvia Alberto a fazer um frete. A curiosidade venceu-me e andei pelo MEO interactivo a ouvir as musiquetas. Pavor. No meio daquilo houve duas que me chamaram a atenção. As que estavam melhor classificadas, até se meterem os votos do público ao barulho.

E o público resolveu assumir de vez a veia de stand-up comedy do evento. Aquilo já era uma palhaçada há um bom par de anos, portanto vai de fazer jus a isso e toca de pôr Os Homens da Luta a representar Portugal. Na Alemanha. A mesma Alemanha onde o menino Sócrates foi chamado pela Sôdona Merkel para prestar contas. Portanto, na Alemanha a impressão que têm de nós não é grande coisa. Não vai melhorar à conta do Festival da Canção.

Mas é uma chapada de luva branca. Na estação do estado, num programa de estimação da estação do estado, o povo (ainda) soberano resolve que quem ganha é o grupo (alucinado) que vai lá com uma canção de intervenção. Acho bem.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais uma manhã perfeita

05.03.11
Pai e filha no cinema - a estreia dela e logo em 3D, com uns óculos que lhe caiam da cara e que o pai teve que segurar durante todo o filme.

Eu e ele no café-das-manhãs-de-sábado. Ele a dormir, eu a escrever... e, de repente, já escrevi mais do que achei que seria capaz, em tão pouco tempo. Se continuar a escrever assim, lá para o verão começa a caça à editora...!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Linha de montagem

05.03.11
Ao almoço fiz Yakisoba (uma espécie de chao-min de frango). Depois pus-me a temperar chocolate para fazer umas caixinhas/tacinhas para pôr mousses. Depois fiz o início das mousses. Como aquilo tem que arrefecer a meio do processo, estou a fazer os choux de bacalhau do jantar. Quando terminar de fazer a massa acabo as mousses. Logo a seguir faço o arroz, enquanto os choux assam no forno. De caminho há-de sair um sumo de abacaxi ou uma limonada - não sei o que me apetece.

A minha bimba ainda não parou de trabalhar... (e tudo delicioso, querem apostar?)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Da eternidade

05.03.11
Há pessoas que vivem para sempre.

O meu avô. A pessoa que marcou a minha infância. A pessoa que me ensinou mil coisas que ainda hoje lembro (a encher cartuchos, que ele depois levava para caçar, por exemplo). A pessoa cuja morte mais senti. A pessoa de quem tenho mais saudades.

O que é realmente bonito é que este avô criou três netos. Tem seis, mas só conviveu diariamente com três. Os outros três não sabem nem querem saber - e nem sonham aquilo que perderam...
Os três netos que o meu avô viu crescer todos os dias, até morrer, sentem a sua ausência da mesma forma. Choramos os três com saudades dele. Rimo-nos quando recordamos histórias da nossa infância, mas acabamos sempre em lágrimas. O meu avô Eusébio é eterno dentro de nós.

E agora também é eterno no braço da minha prima mais nova. Provavelmente a tatuagem mais bonita que já vi (e está igual, igual à fotografia, igual ao que ele era...). Um dia, quem sabe, desenharei exactamente a mesma fotografia do meu avô algures na minha pele.

Tantas saudades, avô, tantas...



Autoria e outros dados (tags, etc)

Civismo

04.03.11
Eu devo ter qualquer coisa que atrai estas situações estranhas.

Hoje, depois de dar uma série de voltas no parque do Vasco da Gama, passei ao pé de uma zona de lugares destinados a grávidas, pessoas com crianças de colo e idosos. Azar dos azares, estava uma senhora a acabar de estacionar. Acontece que a senhora devia ter uns 50 e tal, 60 anos. Parei o carro e olhei fixamente para ela. E ela para mim. Olhei tanto que ela voltou atrás para ver se tinha trancado o carro.

- Olhe, desculpe, a senhora estacionou o carro num lugar destinado a grávidas, pessoas com crianças de colo e idosos, porquê?
- (olhando para dentro do meu carro, com duas crianças lá dentro) Ah, pois foi, nem vi... eu nunca venho a este centro comercial...

E entrou no carro e foi estacioná-lo noutro lado. A fila atrás de mim era grande, mas toda a gente percebeu a cena e, pasmem-se, ninguém desatou a buzinar furiosamente.

Acho indecente que pessoas que não estão nas condições para estes lugares (ou para os de deficientes, é igual) façam uso deles. Toda a gente que anda com um bebé num carrinho sabe que os lugares de estacionamento normais são mais estreitos. É difícil tirar um ovo do carro sem dar uma sarrafada com a porta do carro na porta do vizinho. É difícil andar com um carrinho por entre os lugares de estacionamento sem levar retrovisores atrás. E é difícil estas pessoas que prevaricam (adoro esta palavra) deixarem de ser umas preguiçosas egoístas e perceberem que há, de facto, quem precise destes lugares de estacionamento.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Pós-moderno

04.03.11
Comprar preservativos com a minha mãe ao lado tem outro encanto...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D