Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fashion babe

30.09.10
Mãe (euzita) com as unhas pintadas de cor-de-rosa (um cor-de-rosa por que me apaixonei e que vai, sem dúvida, ser a minha cor da estação!). Filha repara e...

Filha: mãe, gosto desse ve'niz.
Mãe: ah é?
Filha: sim. Mas eu não gostava do roxo. Ficavas com as unhas esquisitas, tinha uma cor est'anha.
Mãe: porquê?
Filha: não sei. Mas eu não gostava. Era esquisito. Mas gosto muito deste cô'de rosa.
Mãe: está bem.
Filha: não ponhas mais o roxo. Põe só este. Ficas bonita!!

(Estou tão lixadinha...)


Autoria e outros dados (tags, etc)

A Queda dos Gigantes

30.09.10



Chegou!! E é gigante! E é pesado como tudo! E estou aqui que não me aguento, para o começar a ler! E tem 917 páginas!... (E é só o primeiro de 3 volumes...)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Victoria's Secret

30.09.10
Há pouco, conversa com um amigo que vai a NY.

Marianne: Olha lá, a tua mulher está a pensar ir à Victoria's Secret?
Ele: Que é isso? Um museu? Ou é uma coisa do Sex & The City?
Marianne: Não... é uma loja de lingerie...
Ele: Hã? E há mais nomes de lojas assim de cuecas?
Marianne: É capaz, mas a VS é a loja onde tudo o que é mulher que vai a NY quer ir...
Ele: Ah...

Há cinco anos que me rio com ele. Há cinco anos que aprendo "pa caraças" com ele. Têm sido uns cinco anos do caraças!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

E para as férias da semana que vem...

29.09.10
A mini-série "The Pillars of the Earth", baseada no fabuloso livro de Ken Follett!! Maravilha!!!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Ansiedade

29.09.10
(Nunca mais chega...)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ando a dar voltas à cabeça

29.09.10
Porque ando há uma data de dias a tentar lembrar-me de uma palavra e simplesmente não consigo!

'Xa cá ver se me consigo fazer entender. Imaginem isto: fizeram um trabalho qualquer e estão a falar dele a alguém. Dizem qualquer coisa como "eu adoro, mas a minha opinião não é isenta, porque fui eu que fiz". A palavra que eu procuro não é este "isenta" mas é um sinónimo... Anyone? Agradecida!

P.S.: Andei uma data de dias a tentar lembrar-me do nome do pied-de-poule, aquele padrão meio a atirar para o axadrezado. Foi preciso a Luna falar nisso para se fazer luz!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A quem tem perguntado

29.09.10
Pelo meu marido: infecção dos ouvidos desaparecida em parte incerta, com ajuda de muitas drogas (legais, bem entendido). Ainda alguma incerteza quanto a perda parcial de audição. Segue para otorrino e a ver vamos no que vai dar... Mas o pior já passou... achamos nós!

(Curiosamente, ele diz que adorava saltar novamente, devidamente equipado e sem nada no estômago, porque adorou o salto... Agora, que eu pague, vai saltar é o caraças, é que vai!).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Desenrasque

29.09.10
Hoje de manhã tropecei com a chávena do café na mão, já no trabalho. Metade do café entornado em cima da camisola.

Hora de almoço: chego ao carro e lembro-me de que tenho na bagageira duas túnicas recém-passadas a ferro por mamãe. Toca de abrir o carro, ir buscar a túnica, despir a camisola (tinha outra por baixo, tá?), vestir a túnica e seguir viagem, já sem memória da enorme nódoa de café na camisola.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Para a semana

29.09.10
... férias! Mamãe a caminhar para Fátima (literalmente... pela 3ª vez. Não hei-de eu ter um orgulho monstro na senhora? Alguma vez eu tinha pernas para fazer aquilo??) e eu em casa, com a cria. Maravilha!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Longe vai o tempo...

29.09.10
... em que eu me deixava enredar em guerrinhas de blogs, em que respondia às provocações todas, em que me defendia e debatia e explicava. Depois as pessoas aprendem, crescem e deixam-se disso. Foi o que me aconteceu. E é escusado. Já me deparei com N alusões ao que eu digo, comento, etc. Quando falo em "alusões" não estou, obviamente, a falar de coisas normais, civilizadas e de gente inteligente. Falo do resto, das mesquinhices. E esse barco, pessoas, é coisa que eu deixo andar e não apanho mesmo...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

29.09.10
A melhor parte das formações que ando a fazer é mesmo a viagem. Ler no comboio. Ler à hora de almoço. E chegar a casa bem mais cedo do que o normal. O resto, a formação em si... booooooooooooooring!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre a Margarida Rebelo Pinto e a polémica crónica sobre as Gordas

27.09.10
Isto é o que tenho a dizer sobre o tema:

"                                                                                                                                                              "

(Nada, absolutamente nada. Porque a mulher é tão tontinha, tão tolinha, tão idiotazinha que não consigo sequer comentar.) (Escrever este post é, já de si, tecer um comentário, pronto).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Em estudo

27.09.10
Andamos (anda ele, na verdade, porque eu não quero saber como ele o faz, só quero saber do resultado final) a ver como é que vamos dizer às 700 tias dele que, quando o André nascer, as únicas visitas permitidas na maternidade são dos nossos pais e irmãos. As tias dele são o tipo de pessoas que fazem corridas entre elas para ver quem chega primeiro ao pé dos recém-nascidos. E eu lamento mas não estou para isso.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Love Actually

27.09.10
A uma semana do primeiro aniversário de casamento revimos o filme que acabou, sem que nos apercebêssemos, por se tornar no tema do nosso casamento. Já o vimos dezenas de vezes. Continua a fazer o mesmo sentido de sempre.

(Estamos a uma semana do primeiro aniversário de casamento. É uma das nossas datas. As outras, 16 de Novembro e 19 de Abril, marcam viragens muito marcantes na nossa vida. Esta, 4 de Outubro, é a data que confirma todas as outras).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Projecto Moda

27.09.10
O parente pobre do "Project Runway" (a sério, havia mesmo necessidade de mudar o nome àquilo??) terminou ontem, segundo me apercebi. Bati com os olhos na final do "Projecto Moda" (nome horroroso, pronto) e fiquei a ver aquilo durante um bocadinho. Foi o suficiente para perceber que estamos realmente a anos-luz do que se passa lá fora. Os dois finalistas apresentaram duas colecções pobrezinhas, sem chama, sem interesse. Curiosamente, nem sequer as achei muito diferentes entre si.
A rapariga que ganhou agora vai ter um estágio remunerado (não fosse dar-se o caso de alguém murmurar a palavra "exploração") na Modalfa (esse portento de moda nacional...), ou seja, vai passar uns meses a desenhar saias travadas e camiseiros, que depois serão postos à venda num sem número de Modelos deste país. Parece-me bem. Parece-me à altura do programa em si, pronto.

Mas o pior, o mais rasca, o mais idiota, o mais poucochinho daquilo tudo é, quanto a mim, a Nayma. Oh, senhores... tanta Vanessa Oliveira capaz de apresentar aquilo como deve ser e foram escolher aquela anémona sem jeitinho nenhum para aquilo. É má. Tem má dicção (tem sotaque, na verdade), é insegura, não tem pinta nenhuma, é apagada. Impossível não olhar para aquilo e mentalmente chamar pela Heidi Klum ou, à falta de melhor, por uma manequim portuguesa qualquer que parecesse pelo menos estar viva, vá. A sério: brutal erro de casting, estou em crer.

Pode ser que só tenha havido mesmo esta primeira edição, pronto. A esperança é sempre a última a morrer, não é?


Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda o Circo Casa Pia

27.09.10
Sábado calhei a parar um zapping na TVI24, onde o Goucha entrevistava o Carlos Cruz.

Momentos altos: o Carlos Cruz a debitar sobre credibilidade, que os juízes consideraram os jovens credíveis e que isso não queria dizer que eles estivessem a dizer a verdade. E vai o Goucha... "mas tu também és uma personalidade credível, pode dizer-se o mesmo de ti: lá por seres credível não quer dizer que estivesses a dizer a verdade...".

Outro: Carlos Cruz a afirmar veementemente que não é homossexual, que nunca se envolveu com menores, nem do sexo masculino nem do sexo feminino, que é heterossexual. E vai o Goucha (picado)... "mas a homossexualidade não tem nada a ver com pedofilia! Nem todos os homossexuais são pedófilos e a maioria dos pedófilos não são homossexuais".

Adenda: a dada altura a conversa encaminhou-se para os 16 telemóveis que o Carlos Cruz terá alegadamente utilizado para as comunicações com o Jorge Ritto e o Carlos Silvino. Confesso que fiquei pasma, em modo burro meets palácio, a tentar perceber a explicação para esse simples facto dada pelo Carlos Cruz. Segundo ele, quando os telemóveis avariam e vão para arranjar podem vir com um "corpo" (a máquina, vá) novo. E que isso faz com que o mesmo telemóvel acabe por ter vários IMEIs (o número que identifica cada "máquina"). Coincidência das coincidências: o enteado dele chegou a ter coisas que tinham estado num telemóvel do Carlos Cruz, porque comprou um telemóvel novo que, aparentemente, tinha a "máquina" de um dos tais telemóveis do Carlos Cruz que foram para arranjar. Ou seja: probabilidades esticadinhas ao máximo: o telemóvel do Carlos Cruz vai a arranjar, trocam-lhe a máquina, põem essa máquina num telemóvel novo que é depois comprado precisamente pelo enteado do Carlos Cruz. Perceberam? Pois...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Shopping spree

27.09.10
Sábado peguei nas minhas duas miúdas (a minha mãe e a minha filha) e fui enfiar-me no Dolce Vita Tejo a fazer todas as compras de que precisava para o Outono/Inverno que se aproxima.

Comprei

1 ténis
3 pares de botas
1 saia
3 longsleeve
2 jeans
1 vestido
1 casaco
2 leggings
2 bodies
2 conjuntos jeans + longsleeve + casaco
7 babetes
2 camisas de noite
3 gorros
1 babygrow
2 ganchos de cabelo
1 par de sapatos
1 perfume

De notar que, disto tudo, para mim só comprei um par de botas e 2 camisas de noite (para levar para a maternidade, ó coisa linda e elegante). Tudo o resto é para ela e para o puto que aí vem.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Livro

27.09.10


(O próximo) (acabou de me chegar às mãos) (fiquei uns 2 minutos a olhar para ele, a ler o que dá para ler sem começar efectivamente a lê-lo) (continua a ser um dos meus dois escritores portugueses preferidos) (e eu continuo a pensar "quem me dera um dia escrever assim")


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Dúvidas

24.09.10
A maternidade é assim uma espécie de montanha-russa cheia de loops, descidas abruptas, subidas íngremes e poucos, muito poucos, espaços calmos.
Quem tem filhos vive com o coração nas mãos e com nós na garganta. Eu vivo, pelo menos. Vivo angustiada por pensar que posso perder a minha filha. A simples ideia de que não sou suficiente para afastar dela todos os males é coisa para me deixar zonza.
E, nos entretantos, há a vida real, os dias que correm, a educação que tem que se dar, os "nãos" que repetimos até à exaustão, os "sins" celebrados com abraços e sempre a pergunta "será que estou a fazer tudo como deve ser?".

Eu sei que erro com ela. Sei que me passo de vez em quando. Mas também sei que temos exactamente a relação com que eu sempre sonhei entre mim e uma filha: cumplicidade. Um carinho desmedido. Um amor sem tréguas. Não a deixo fazer tudo o que lhe dá na telha, não a deixo andar em auto-gestão, tem limites (que ela nem sempre respeita), tem regras, sabe o que se espera dela.
Mas também sabe que pode andar a rebolar na relva, pode molhar-se com água de um repuxo, pode chapinhar em poças de água. É criança e pode ser. Já me basta o que ela faz e que não tem muito a ver com a idade dela (mete letras e números e não interessa para o caso).

A minha maternidade é um antro de dúvidas. Mas, como tudo na vida, vai lá com calma. Com instinto. Deixo que a vida se resolva por ela e não me tenho dado mal. Ela é feliz. Ontem, por exemplo, no elevador "Mãe, estou feliz!", "ah sim, porquê?", "porque tenho um mano". Que mais se pode querer?

Mas é como diz a Kate do "Jon and Kate + 8": if they are loved, safe, healthy and happy, then you're good. É isto. Não é preciso inventar a roda. Basta levar um dia de cada vez. E tentar não nos tornarmos nós mesmas um problema quando temos outros problemas para resolver.


Autoria e outros dados (tags, etc)

23

24.09.10

Algumas notas perfeitamente inúteis:

1 - O vestido é da Westrags, salvo erro de 2008. Não é de grávida (isso: 23 semanas, aka, 5 meses e meio, e só visto roupa "normal", ainda não comprei nada por estar grávida... mas não deve tardar!).

2 - Botas, sim, Me, que quando saí de casa estava um frio que não se aguentava! Entretanto claro que estou a abrasar de calor, mas paciência...

3 - Aquelas coisas que estão ali no meu pulso direito são dois elásticos de cabelo, um meu e outro da minha filha. Podia ser pior (podia, por exemplo, andar com um gancho da Kitty no cabelo, como também já aconteceu).

4 - Ainda não comprei nada para o rapaz. Mentira, comprei umas chuchas. Roupa que é bom... zero. Devo estar à espera de estar com um barrigão daqueles que mal se aguentam para ir às compras para ele...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Outra

24.09.10
A Elsa Raposo, claro. Pela enésima vez, a notícia: Elsa Raposo e (inserir aqui o nome da criatura do momento) já partilham casa e planeiam casar em breve. O que as redacções poupam com a Elsa Raposo deve ser atroz. É que basta escrever uma coisa deste género e ir mudando o nome dos namorados. O resto do conteúdo é SEMPRE o mesmo: vivem juntos e planeiam casar em breve. A merda é a mesma, só muda uma das moscas.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Wannabe

24.09.10
Ontem à noite, ao jantar, a conversa foi parar à Marta Leite Castro e ao facto de já há muito tempo (um mês e meio, talvez) não se ouvir falar de nenhum namorado dela.

Hoje lá está a notícia no Correio da Manhã: Marta Leite Castro tem novo amor.

Eu acho que esta é capaz de ser a personagem mais sem noção cá do burgo. Já perdi a conta aos amores/namorados/paixões/"ainda nos estamos a conhecer melhor" que ela teve desde que começou a aparecer. E ela começou a aparecer há coisa de uns 3 ou 4 anos, quando estava com o Leonel Vieira que é um realizador mais ou menos conhecido. Depois dele foi o descalabro. É óbvio que a mulher pode andar/comer/"ainda nos estamos a conhecer melhor" com quantos lhe apetecer. Mas faz-me alguma confusão que, tendo ela uma filha, não se resguarde minimamente. Dá-me ideia que aquilo há-de ser um corropio de gente naquela casa que há-de ser difícil de explicar à miúda (a filha dela, que tem 3 ou 4 anos). E, mesmo que ela não lhe explique agora, lá chegará o dia em que a miúda se vai aperceber do tipo de postura da mãe. E é capaz de não gostar...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Acessorizing

24.09.10
Hoje de manhã pus uns brincos, coisa que não fazia para aí há um ano. As minhas orelhas demoraram exactamente 37 segundos até começarem a gritar por socorro. De repente, algures no ano passado, passei a fazer alergia a brincos de fantasia. Sou muito fina, eu. Só de prata para cima. Tirei imediatamente os brincos. É por isso que tenho tantas pulseiras. Porque, graças a esta alergia, o acessório eleito passou a andar no pulso.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Vícios

23.09.10
Eu devia mesmo era cancelar tudo o que é newsletter de lojas de livros online. Wook, The Book Depository, tudo com o caraças. Devia, mas não consigo. E assim descobri que está aí a rebentar a nova trilogia do Ken Follett, autor do meu adoradíssimo "Os Pilares da Terra", que se chama "O Século" e cujo primeiro livro é "A Queda dos Gigantes". E descobri que tenho mesmo que ler "O Oito", da Katherine Neville, porque "O Fogo", que é a sequela do anterior está quase a sair. Também descobri que o melhor mesmo é estar sossegada e ler tudo o que tenho lá parado em casa. E não é um, não são dois, são dezenas de livros que comprei e ainda não li. Assim sendo, é esperar pelo Natal...

Por agora, ando dedicada ao "O Livro de Safira", de Gilbert Sinoué, Inquisição, Catolicismo, Judaísmo e Islamismo, tudo junto num mesmo enredo. Tão a minha cara...

Adenda: qual esperar pelo Natal, qual quê? O "A Queda dos Gigantes" estará nas minhas mãos no dia do lançamento... São "só" 928 páginas para devorar!!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Tudo o que eu precisava

22.09.10
Tudo o que eu precisava agora era de uma valente constipação, daquelas de nos pôr a respirar pela boca, cortesia do nariz completamente entupido, dores no corpo, olhos sempre a querer fechar e, cereja no topo do bolo, uma dor de garganta infernal. A sério. Era isto tudo. Ah, olha... afinal já tenho isto tudo!


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

The One

21.09.10
Andamos anos a bater com a cabeça em paredes. Paredes que, muitas vezes, chegavam disfarçadas de nuvens, algodão puro, tudo calma e serenidade, para depois se revelarem paredes de betão armado, capazes de nos pôr nos Cuidados Intensivos meses (anos?) a fio.

Depois das paredes, a desconfiança. O descrédito. O desânimo. Julgar que nunca se vai encontrar a tal pessoa, a nossa pessoa, a pessoa que olha para nós e vê o mundo. Bola de neve. Nada parece suficientemente bom, nós não somos suficientemente merecedores desse pedaço de céu chamado amor correspondido. Achamos que vamos ficar sozinhos para sempre. Que seremos sempre o número ímpar em todos os acontecimentos pares. Que seremos sempre a "coitadinha, está sozinha, não consegue arranjar namorado", como se "arranjar namorado" fosse uma acção digna de mérito. Não é. Arranjar namorado não é nada. É vazio. O que importa é encontrar aquela pessoa que põe o nosso mundo nos eixos, que faz tudo ganhar sentido, que preenche cada espaço, cada momento outrora oco.

A tal pessoa é sempre a pessoa que nos muda a vida. Que nos muda tudo. Que faz a diferença. Se aparece uma pessoa e tudo é igual... não é A Pessoa. Quando ela, a tal, The One, aparecer, vai mudar tudo no nosso mundo. Agita-nos as entranhas, põe tudo em perspectiva, cala-nos as dúvidas, acicata-nos as certezas. E de repente, sem se perceber muito bem porquê, tudo desata a fazer sentido. Mesmo as paredes em que andámos anos a bater com a cabeça. Até essas passam a ter um propósito: existiram para que hoje pudessemos chegar aqui e ver que nada do que temos se assemelha a uma parede.

É uma nuvem. Algodão puro. Amor correspondido. E vale a pena acreditar. Mesmo que agora apenas se vejam paredes (e mesmo que elas estejam mesmo a pedir umas cabeçadas).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Teorias

21.09.10
Ó mãe, sabes uma coisa? Os t'emoços fazem muito bem à minha saúde...



Autoria e outros dados (tags, etc)

Todos juntos!!

20.09.10
Vá, vamos lá, todos juntos que assim não custa nada!

HESITAR
EXCEPÇÃO (ou, se já tiverem assumido o acordo ortográfico, coisa que eu ainda não fiz, EXCEÇÃO)
EXÍMIO
ONTEM

Não é "exitar", nem "esitar", nem "ezitar". Não é "escepção", nem "eiscepção". Não é "ezímio", nem "esímio". Não é "óntem", nem "ontém".

Sim? Até que nem é muito complicado, pois não?


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pós presente envenenado

20.09.10
Felizmente tínhamos marcado consulta para hoje, com o pediatra da miúda (que foi/é o pediatra de toda a gente da família dele, homens de 30 anos incluídos).

Ele aproveitou a boleia para perguntar sobre os ouvidos. E saiu de lá com 5 ou 6 medicamentos para tomar. E com o comentário muito animador do médico:

"Só espero que isto não te dê perda de audição..."


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Um presente envenenado

20.09.10
Este fim-de-semana foi uma espécie de fim-de-semanus horribilus. Foi tudo ao lado. Vejamos.

Sábado de manhã arrancámos para Évora, apesar do céu nublado. Estávamos em cima do tabuleiro da ponte quando nos ligam a dizer que o salto de pára-quedas não vai acontecer de manhã, por causa do tempo. Pode, eventualmente, fazer-se à tarde. É ir andando, almoçar, e aparecer lá para as 15h ou 16h. Assim fazemos: nas calminhas até Évora, almoço por lá e, como ainda era relativamente cedo, fomos procurar um vestido para a miúda levar a um baptizado que vamos ter em Outubro (giro, giro, giro, by the way).

Seguimos para o aeródromo. Mil pessoas à espera para saltar e o céu já limpo. Depois de uma hora, mais coisa menos coisa, lá é chamado o senhor meu marido para se equipar e saltar. Antes disso tínhamos estado a observar a rotina de equipa, põe pára-quedas, entra no avião, salta, aterra, enrola pára-quedas, volta a equipar, volta a entrar no avião, etc.

Lá foi ele, feliz, contente e entusiasmado, para a sua experiência radical... que foi bem mais radical do que seria de prever!

Quando aterrou vinha todo transpirado e assim meio branco. Sentou-se e... vomitou. Achei que a transpiração era mesmo por ter um fato de voo vestido por cima da roupa dele, mas afinal não. Ninguém nos avisou de que era suposto usar tampões nos ouvidos para saltar. Mas era. Portanto as diferenças de pressão rebentaram-lhe com os tímpanos, perdeu o equilíbrio, fartou-se de vomitar e de ter suores frios. Melhor era difícil...

Passei o resto de sábado a tratar dele. E ele passou o resto de sábado a vomitar e a transpirar, completamente azamboado. Só me dizia que aquilo parecia a pior bebedeira da vida dele. E eu, que assisti às duas bebedeiras monumentais da vida dele, afirmo: não chegaram aos calcanhares deste dia...

Depois de ele se restabelecer (coisa pouca) fomos para o hotel (presente de casamento de um casal amigo - thanks, J. e E.!). À saída do aeródromo pede-me para parar (no meio de uma rotunda)... parei, ele abriu a porta e vomitou. Seguimos. Chegámos ao hotel e fui fazer o check-in só com a miúda. Ele ficou a vomitar no carro. Depois peguei nele quase ao colo e levei-o para o quarto. Ela ficou a tomar conta dele (muito sossegadinha, sentada à cabeceira dele, a olhar para ele e a fazer-lhe festinhas) enquanto eu fui buscar as malas.

Lá o despi, meti-o na banheira e dei-lhe banho. Depois eu e ela fomos jantar, ele ficou a dormir (e a - adivinhem! - vomitar).

Sobre o jantar: havia um baptizado lá no hotel, pelo que só havia um prato principal: migas de espargos com carne frita. Claro que não é coisa que a criança esteja habituada a comer. Pedi para lhe fazerem um ovo mexido ou estrelado, o que fosse mais simples. Resposta: impossível, a cozinheira está sem mãos a medir. Ok, come sopa, carne, pão e fruta. Até que, quando estávamos a acabar de jantar, entra na sala a Dália Madruga mais o Bernardo não sei quê que é namorado dela. Estavam na mesa mesmo em frente a nós. Sôdona Dália faz cara de enjoada perante a perspectiva das migas. Pede se lhe podem arranjar uma alternatia. "Sim, senhora, podemos. Quer esparguete ou macarrão?". Fiquei possessa.

Lá voltámos ao hotel, deitei a miúda, ele continuava a dormir e assim ficou. Eu fui para a sala ler e descansar um bocadinho (porque estava, vá, ligeiramente derreada!). Acordei as 4h30, comecei a rebolar na cama, nisto acorda ela, lá sossegámos as duas e conseguimos só nos levantar às 8h30. Engonhar um bocadinho, vestir e ir tomar o pequeno almoço, dar uma voltinha pelo hotel e abancar na piscina biológica durante uma horinha, a ler e a relaxar. Depois almoço em Estremoz e o regresso à base, com ele já bem melhor (mas ainda a ouvir esquisito) e com ela a dormir.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/3




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D