Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Impossível

30.07.10
Impossível não lamentar a morte do António Feio. Viveu pouco tempo, devia ter estado cá mais uns 30 anos. A rir e a fazer rir. Os bons momentos são o que levamos desta vida e o António Feio foi exímio em dar bons momentos a Portugal. Lutou. Perdeu. Lamentavelmente.

Este ano, mais do que em qualquer outro de que me lembre, já morreram demasiadas pessoas à minha volta às mãos do cancro. E é ingrato, porque foram sempre pessoas que partiram cedo demais. É por isto que acho que viver todos os dias como se fosse o último devia ser obrigatório por lei.

Aproveitemos cada momento, cada abraço, cada beijo, cada sorriso, cada palavra. Vivamos tudo o que pudermos. Deixemos as coisas amargas para trás. Vivamos em pleno a vida que temos, sem lamentar a que não temos. Gastemos tempo a saborear as pessoas que nos amam, em vez de esperar, ansiar, desejar pessoas que não sabemos se alguma vez iremos ter. Façamos de cada dia uma memória inesquecível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Na mala para as férias

30.07.10
Persons Unknown
Gossip Girl
Nip/Tuck
The Tudors
Rome
How I Met Your Mother
Hotel Babylon

Haja tempo para ver isto tudo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ainda o Hotel Babylon

30.07.10

Primeira série "desencantada" algures. Metade do primeiro episódio vista ontem. Absolutamente rendida àquilo.Gosto!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O tempo que falta

29.07.10
Vou entrar na pior semana do ano: a semana que antecede as férias-de-verão-a-sério. Não é que haja mais trabalho do que o normal. Não é que haja menos tempo do que o normal. Mas é a semana da contagem final e custa sempre taaaaaaaanto a passar...

Mas depois vão ser uns dias daqueles sem horários, sem obrigações, só a fazer o que nos apetece, a ir onde nos der na telha, a desfrutar apenas da companhia uns dos outros.

Planos? Não há. É para o lado que der o vento...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Veículos prioritários

29.07.10
Hoje foi dia de ir fazer mais um périplo (é a 2ª vez em 2 dias que uso a palavra "périplo") por duas repartições públicas.

Ora, nas repartições públicas há tendência a respeitar a lei que diz que as grávidas, acompanhantes de crianças de colo, idosos e deficientes têm prioridade. Quem não cumpre nenhum destes "requisitos" acaba por ter que ir dormir para a porta das repartições, se não quer perder lá um dia inteiro. Até aqui nada de novo.

Hoje, na primeira repartição onde fui, estava uma senhora a insurgir-se contra as prioridades. E aquilo até nem estava a ser mal distribuído: entravam 2 pessoas "normais" e 1 prioritária a seguir, e assim sucessivamente. Até que uma senhora se passou porque já estava ali há uma hora e ainda não tinha sido atendida. E começou a gritaria. E atrás dela veio outro homem que afirmava veementemente que à frente dele ninguém passava, que as grávidas eram pessoas como as outras e que ninguém as mandava estar grávidas.

A idade traz-nos ponderação e foi isso que me fez ficar caladinha no meu canto, até porque eu era a próxima a entrar. Mas deu-me vontade de lhe dizer que, se ele estivesse de canadiana, bengala ou o que fosse, de certeza que lhe dava muito jeito a história da prioridade e que ninguém o ouvia berrar em protesto...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Hotel Babylon

28.07.10
Quem conhece, quem já viu, quem sabe o que é... onde é que eu posso arranjar isto???? Já corri seca e meca e vale de Santarém e nada... mas quero... MUITO!

Agradecida

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Hot

28.07.10
Hoje de manhã o périplo levou-me à Ericeira, terra onde vou uma vez a cada 4 anos, em média. Estava-se bem, contudo. Pena ter tido que passar o mergulho e seguir para outra terra-de-mar (de que gosto muito mais do que da Ericeira... sou uma miúda-da-linha-wannabe e não uma miúda-de-ribeira-d'ilhas-wannabe).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre o penteado do casamento da cunhada

27.07.10
Veio daqui a ideia. Rápido, fácil e giro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Entretanto...

27.07.10
... meia meloa (doce, tão, tão doce) já marchou...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Combater o calor

27.07.10
Ontem à noite, naquela rua do demo onde vivo, estavam 32º. Nada mau, para um sítio que está sempre 10º abaixo do que se passa a 6km (onde a minha mãe mora).

Hoje às 6h estavam 30º.

Às 9h30 estavam 29º.

Aqui no escritório o ar é irrespirável. Ontem foi impossível. Hoje resolvi combater a coisa. Trouxe um termoventilador que está ali a soprar ar frio. E a fazer um barulho desgraçado. É o preço a pagar para poder estar sem uma super-bola na garganta, pronto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A morte do artista

26.07.10
Calor
+
fome
+
sede
+
cansaço
+
barriga a crescer
=
a morte do artista...

(Que enjoo, credo...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da substância

26.07.10
Fico sempre um bocadinho desapontada quando percebo nalgumas mulheres ums superficialidade tal que não permite ver nada do que estiver por detrás disso. Mulheres que não vão além das roupas, das maquilhagens, dos sapatos, dos vernizes, dos penteados, das massagens. Mulheres que nao vão além do exterior e que acabam por não mostrar nada do seu interior. Nalguns casos é propositado, acredito. Noutros, acho que não haverá muito mais além das roupas, maquilhagens, sapatos e afins para ver.

Ninguém é apenas aquilo que aparenta ser. E, nesta coisa das vidas escritas, o que fica de fora pode ser imenso. Ainda assim, conseguem sempre denotar-se substâncias por detrás das aparências (ou das futilidades), quando as há. Mas noutros casos, lamentavelmente, há apenas superficialidade. E é pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Non sense

26.07.10
Há sempre uns personagens saídos sabe-se lá de que planeta nos casamentos e eventos do género.

Eu ainda estou para perceber o que é que leva alguém a rapar o cabelo com pente 0 a toda a volta da cabeça, deixando ficar uma espécie de manta de espinhos em cima (parecia um tapete de relva, mas em castanho). E, mais estranho ainda, o que é que leva alguém a ir para um casamento com uma micro-saia de ganga, umas chinelas de salto alto (aí uns 4cm de salto, nada de vertiginoso), um top de algodão branco e vermelho (com soutien preto por baixo, com as alças a aparecer) e o cabelo amarrado com uma mola azul daquelas dos cabeleireiros dos anos 80 (a personagem em questão devia ter uns 20 anos, para aí. E era namorada do rapaz do tapete de relva).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Planos para o fim de semana

23.07.10
Sábado: casamento da cunhada.
Domingo: recuperar do casamento da cunhada.

Maneiras que é isto. Cansaço e diversão parece-me uma mistura perfeita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chico-espertice

22.07.10
Há bocado. Miúda que deve ter a mania que é esperta abre capot do carro, tira tampinha do líquido do limpa pára-brisas. Pega numa mangueira, liga a dita à torneira e abre-a. Quase no máximo. Mangueira mal apertada à torneira. Mangueira solta da torneira. Água por todo o lado. Miúda que deve ter a mania que é esperta completamente salpicada de água. Mete a violinha no saco, a tampa no sítio e fecha o capot. Sacode água do cabelo e vai à sua vida.

A miúda que deve ter a mania que é esperta... sou eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Espertinha...

22.07.10
Aquela mocinha Francisca que casou este fim-de-semana que passou com aquele mocinho actor que se chama Ricardo Pereira foi uma espertalhaça no que toca ao vestido e aos adereços que escolheu para o seu dia C.

Não a acho bonita por aí além. Tem uma testa daqui a Braga. Mas...

... no dia do casamento estava linda, linda! Super-bem maquilhada (coisa que nunca a tinha visto estar), super-bem penteada (idem) e com aquele véu meio hippie (boémio chique, chamam ao estilo dela, na Caras) ali a tapar metade da testa! Reparem como, mesmo depois do véu, sobra testa. Nada parva, não senhora!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma questão de perspectiva

22.07.10
Vista de frente, ando assim... (Isto é tudo roupa normal, nada de equipamento de grávida... ainda!).

Autoria e outros dados (tags, etc)

E por falar em 14 semanas...

21.07.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estados

21.07.10
Tenho andado tão cansada, tão a precisar de férias, tão de rastos, que chego a casa ao fim do dia, despacho o jantar, aninho-me no sofá com a miúda (que me vai pedindo "não adomeças, vê o Super Why comigo, mamã) e ali ficamos as duas, agarradinhas, nos mimos, nos beijinhos, a conversar e a ver os desenhos animados dela. De caminho, desligo o cérebro e não penso em nada. Zero.

Ontem o mais novo juntou-se à festa e fez um movimento que senti. 14 semanas hoje.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Inimigas

20.07.10
Eu sou a minha maior inimiga (na verdade, cada uma de nós o é, para si mesma).

Eu olho para mim e sou gorda. Tenho celulite. Tenho estrias. Tenho marcas de borbulhas que viera, secaram e foram, deixando de herança as ditas marcas. Tenho cicatrizes. Tenho o nariz torto. Sou míope. Sou gorda, já disse?

Agora olho para mim e não me sinto grávida. Sinto-me gorda. Olho para a minha barriga e acho que está exactamente igual ao que estava há 6 meses. Não noto diferença nenhuma. Noto, pelas calças, que perdi peso no rabo e pernas, mas estou sempre gorda.

Quando olho para mim, o copo está sempre meio vazio. Nunca está meio cheio. Nunca me lembro de que gosto dos meus olhos. E das minhas pernas. E do meu cabelo. E dos meus dedos. E dos meus pés. E dos meus ombros. Nunca olho para o que tenho de bom, mas não deixo escapar nada do que há de mau. Perco demasiado tempo a lembrar-me do que podia melhorar, em vez de aproveitar o que há de bom. Contudo, não tenho a auto-estima no -20.

Eu não me permito pensar um "que se lixe" e gostar de mim como sou, na totalidade. Sou demasiado crítica. Mas também não estou para virar o mundo do avesso para deixar de ter os tais pontos maus todos.

Eu devia mesmo era nem sequer pensar nisso. Mas, como boa inimiga que sou, não perco uma oportunidade de me apontar o dedo, de me fustigar, de me mandar para baixo. Deve vir no cromossoma X...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Upside down

19.07.10
Eu sou ao contrário da gente normal, não é novidade, sempre fui. Uma espécie de "what not to do" ambulante, em que, mesmo que eu não queira, mesmo que não seja propositado, o karma vem ao de cima e plim... tudo ao contrário da gente normal.

As pessoas normais, quando estão grávidas, têm fome, comem o que lhes apetece e, side-effect, aumentam de peso. Eu não tenho fome, não consigo comer nada de jeito e não aumento de peso coisa nenhuma. Au contraire, a cada semana que passa as minhas calças alargam no rabo e pernas. Não me queixo, mas como já sei o que aí vem a seguir... Depois de a criança nascer, lá para Janeiro, hei-de andar a comer este mundo e o outro e hei-de chegar àquele ponto em que até o ar me engorda. Depois hei-de fazer mil dietas inúteis quando bastava manter o que agora faço porque não consigo fzer de outra forma. Se no pós-parto eu comesse o que como agora voltava aos meus 55kg num tirinho. Isso é que era...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Nox horribilis

19.07.10
Há muito tempo que não tinha uma noite tão má como esta. Deitei-me com uma dor de cabeça tamanho XXL e tive que me aguentar, já que não tinha drogas (ben-u-ron 1000 que é a única coisa que posso tomar) em casa. Acordei mil vezes de noite, com a cabeça a latejar. Até que, por volta das 5 e tal, começo a sonhar que tinha a casa a arder. Pequenos focos de incêndio no fogão, que não conseguíamos apagar com nada. Eu a ligar para o 112 e o meu pai lá por trás a desconversar, a não me deixar explicar nada ao homem que atendeu a chamada. Eu a desesperar por estar a adivinhar aquilo tudo a explodir e nós lá dentro. Acordei às 6 e pouco e já não consegui dormir... e a dor de cabeça cada vez pior. Às 9, quando saí de casa, a primeira paragem foi a farmácia. Vinte minutos depois do comprimido, a dor de cabeça já passou. O enjoo e o mal-estar ainda não...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O meu pai

19.07.10
Felizmente, tenho a sorte de ter homens como deve ser na minha vida. Primeiro, era o meu avô, de quem tenho as maiores saudades, que me ensinou tanto, que gostou sempre tanto de mim. Depois o meu pai, réplica exacta do meu avô, daqueles pais presentes que, em miúda, me fazia o jantar, me ensinava a ler e me levava com ele ao café (eu com uns 5 anos). Depois, o meu marido. Quem conhece a nossa história sabe e pronto, não é preciso dizer muito mais: não há muitos homens como ele e eu tive a sorte de o ter na minha vida. Agora há-de ser o meu filho, que não tem outro remédio senão ser um homem às direitas, que eu não quero cá testosterona armada ao pingarelho.

Bom, voltando ao início. O meu pai fez ontem 56 anos. E a coisa que mais amo no meu pai é uma coisa que descobri há dois anos e tal e que não lhe imaginava tão apurada: o talento para ser avô. Ama a neta acima de qualquer coisa. Derrete-se com ela. Faz tudo o que ela quer. Mima-a. Gasta tempo com ela. Anda de gatas, faz vozes, brinca, inventa. Ensina-lhe letras e números (que ela já conhece tudinho, canta o alfabeto sem se enganar, w, x, y, z incluídos). O meu pai está a ser para ela o que o meu avô foi para mim. E isso deixa-me tão feliz... porque uma das coisas que considero que foi um tesouro na minha vida foi precisamente a relação que tive/tenho com o meu avô. E é uma sorte imensa ter um homem assim na nossa vida. A minha filha é uma sortuda: um avô destes, um pai que não podia ser melhor. Só espero que daqui a uns anos não baixe nela um talento insuspeito para desencantar trastes, que isso é coisa que ela não merece!

Parabéns, pai. Amo-te muito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Late nights

19.07.10
Sábado à noite, marido numa despedida de solteiro que andou por duas casas de strip (oh well, é na boa, não me faz "espécie"). Mulher em casa, a fazer zapping, acaba parada na Sic Radical, a ver a Academia do Sexo que, para quem não sabe, é um programita dinamarquês assim a atirar para o interessante.

Pronto, era isto: sintonizados, mas com 30kms de distância entre nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E agora,

16.07.10
meus queridos, é hora de dizer


THANK GOD IT'S FRIDAY!!!!!

E de ir para casa meter a máquina do pão a fazer uma belíssima massa de pizza que hoje não me apetece pensar e pizza é coisa de sexta-feira à noite! Ó ié!

Como se diz lá na terrinha...

Ad'virtam-se!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A maldição Nereida

16.07.10
Até quando é que a moça vai andar a intrometer-se, a opinar, a falar em tudo, sobre tudo, por tudo o que o CR7, 9 ou 25, não importa o número, faça, diga ou aconteça?

Agora, nascido o pequeno Cristianinho Ronaldinho Júninho, lá teve que vir a desgraçada da Maiorquina dizer que a mãe do crianço a contactou porque não conseguia contactar o CR himself. E continuou dizendo que a outra é muito simpática, inglesa, talvez, iadaiadaiada, que ela veio falar comigo porque achou que eu conseguia falar com ele, muito simpática, a moço, parece-me que há-de ser inglesa.

Mas o que é que esta alma tem que comentar, comentar, comentar? Acho que há-de estar casada com o noivo, grávida do noivo, com mil filhos do noivo, separada do noivo, noiva de outro, casada com outro, com filhos do outro, e ainda há-de andar a aparecer em tudo o que é tablóide, revista cor-de-rosa, site light, etc., a comentar a vida do CR que já lhe é ex vai para uma vida...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não gosto

16.07.10
De pedicure francesa nos pés. Faz-me sempre pensar que aquele bocado de unha mais branco é o bocado de unha que carece de corte, que está a mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Avante cor-de-rosa

16.07.10

Os cartazes deste ano da Festa do Avante são cor-de-rosa choque.

Isto é o quê? O PCP a (tentar) ficar fashion ou a assumir-se socialista?...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O lado bom

16.07.10
Há sete anos e um mês (isso mesmo: sete anos mais um mês) saiu uma reportagem sobre blogs na Visão. Na altura eu trabalhava em Alvalade, numa sub-cave com um jardim porreiro, com uma equipa de quem ainda hoje sou amiga, para um patrão que ainda hoje me liga para saber se eu estou bem e a quem eu ligo para saber se está bem. Acho que isto diz muito da empresa em questão. Adiante.

Era quinta-feira, o meu colega Filipe comprou a Visão, eu folheei e parei na reportagem sobre os blogs. Não fazia a mínima ideia do que era aquilo mas, curiosa como sou, quis ir ver, experimentar. E nasceu uma coisa chamada "O outro lado da lua". Durou não sei bem quanto tempo. Mas um dia, já não sei porquê, mudei e nasceu o "Boneca de Papel". Que durou até o lado mau da blogosfera - a gentinha energúmena, desocupada, inconsequente e essencialmente parva - me começar a atazanar dia e noite, como se não tivessem vida para além daquilo. Nasceu assim o "Lady Samurai", privatizado, sossegado e tranquilo como era suposto. Depois, quando surgiu a minha filha, criei um outro blog onde registei todo o percurso, todas as ansiedades, todas as certezas, todos os momentos. Depois, cansada do discurso exclusivamente maternal - eu, que não sou exclusivamente mãe -, resolvi mudar de novo e foi assim que nasceu este blog.

Sou a mesma pessoa que, movida pela curiosidade, criou "O outro lado da lua". Mudei, claro, nestes sete anos, como toda a gente muda em sete anos. Deixei de viver com os meus pais, vivi sozinha 4 anos, bati com a cabeça nas paredes mil vezes, ri, chorei, desesperei, fui muito feliz, tive uma filha, casei, tenho outro filho a caminho e de maneiras que é isto. Mas, no essencial, sou a mesma pessoa que era quando tudo começou.

Acontece que o blog (chamo-lhes "o blog" porque, apesar de terem sido vários, para mim é como se fossem apenas um) também me trouxe coisas muito, muito boas: as minhas melhores amigas, pessoas que conheci e que me ensinaram muito, pessoas que, não tendo conhecido pessoalmente (ainda), me dão mais amizade do que muitos amigos do mundo dito real.

Uma dessas pessoas, em particular, teve hoje o mérito de mudar o meu dia. Uma lembrança enviada, um texto a acompanhar. E foram essas palavras que me tocaram. E é por isto, pelos gestos de carinho, pela amizade, pelos sorrisos, que escrever num blog continua a valer a pena.

Por isso, muito, muito obrigada, Filipa! Do coração!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Letargia

15.07.10
O cansaço que se mistura com o calor que se mistura com o sono powered by estado de gravidez que se mistura com todos os minutos do meu dia... Só me apetece dormir. Atirar-me para cima de uma cama, no meu quarto fresco, e dormir. Acordar três ou quatro horas depois, comer qualquer coisa e continuar a dormir. Voltar a acordar, voltar a comer e acabar de dormir...

Preciso (tanto) de férias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D