Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que ia bem agora...

09.04.10
... era um jarro de sangria na esplanada de S. Pedro. Isso é que era...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Marginal

09.04.10
Vir de Lisboa para cá pela Marginal = asneira da grossa. Porque pequei com todas as células do meu corpo: a inveja é um pecado mortal... e havia tanta gente na praia!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Três anos

09.04.10
Há três anos cheguei ao trabalho e fui comprar um teste de gravidez.
Fiz o teste e pu-lo no bolso de trás das calças. Fui trabalhar. Quando aquilo me começou a magoar o rabo lembrei-me dele. E olhei. E lá estava ele, o primeiro sinal da minha boneca. Que calha em ser a pessoa mais espectacular que conheço. E não, não é por ser minha filha. É por ter o feitio que tem. E por ser gira, vá. Mas isso ela sacou ao pai, portanto no further comments.

Há três anos só tive certezas. Nunca duvidei do caminho que quis seguir. Nunca pus nada em causa. E não me enganei. Ela é o meu tudo. E é tão bom...

Autoria e outros dados (tags, etc)

SWOT

09.04.10
Não fazia uma análise SWOT há 9 anos. Ou seja, desde que acabei a licenciatura. Ou seja, o meu curso foi muito giro, muito divertido, muito engraçado, preparou-me para a vida (porque me permitiu crescer 4 anos, pronto) e tal e tal, mas não me serve de muito na vida real. E eu trabalho na área em que me licenciei, atenção. Curiosamente, a parte do meu curso que mais uso é aquela de que menos gostei quando o tirei: estatística, matemática e tal. Contas, portanto. Num curso da área das ciências sociais. Isto para se perceber a inutilidade da coisa. Acho que já deu para verem, não é?

Portanto, 9 anos depois, voltei a fazer uma análise SWOT. E uma espécie de mini-plano de marketing. O que faço com frequência são planos de comunicação, o que é diferente. E planos de meios, também faço planos de meios. E textos, escrevo textos. Considerem isto informação adicional e inútil, como o meu curso superior.

Eu devia era ter metido os corninhos nos livros como deve ser e ter ido para Psiquiatria. Isso é que era. Ou então ter tirado Psicologia, para me especializar em Criminal. E porque é que não fui para Psicologia, para me especializar em Criminal depois? Porque os meus paizinhos, como quem não quer a coisa, demoveram-me da ideia. Não acharam graça à filha andar metida em prisões e afins, a lidar com malucos perigosos. O que eles não sabem é que, cá fora, já lidei com uma data de malucos. Perigosos, ainda por cima. E não morri disso, curiosamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

23:59

09.04.10
E eu a escrever... Raro, muito raro. E ainda tenho que ir tomar banho e rir-me um bocadinho com o Biff... Mas já fiz o que queria, por hoje!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Duas ou três coisinhas sobre a tarde de hoje

08.04.10
Fui almoçar às 16h20. Almocei um palmier coberto (o cabrão estava a rir-se para mim, a berrar o meu nome, o estúpido) e um sumo de laranja natural (este foi um processo anjinho-diabinho: o diabinho a mandar-me comer o bolo, o anjinho a autorizar na condição de o acompanhar com um sumo de laranja natural). Almocei numa esplanada, o que minimizou o dano (já que já estava com o estômago colado às costas, ao menos fui almoçar a um sítio decente).

Estou a ler um livro que se chama "Cordeiro - O Evangelho Segundo Biff, o Amigo de Infância de Jesus Cristo", de Christopher Moore. E começo a achar que tenho um "problema" qualquer... As minhas leituras dos últimos tempos metem quase todas Catolicismo. A parte boa: o livro é uma delícia. Já me ri, já sorri, já me esforcei para não me rir. Belíssima tradução e, pasmem-se, ainda não apanhei gralhas (mas só vou na página 36 e ainda tenho 465 pela frente).

Tenho as mãos todas debotadas de azul, cortesia das calças de ganga modelo Ali Babá e os 40 Ladrões que trago vestidas. Já foram lavadas não sei quantas vezes e continuam a debotar-me as mãos cada vez que as meto nos bolsos ou as pouso nas pernas. Coisinha mai linda.

Está sol. Está calor (estavam 26º na rua, há meia hora). Há gente de sandálias, de havaianas e de botas. As pessoas que andam de havaianas e de sandálias são lulas ambulantes, de tão brancas. As que andam de botas também, mas escondem esse detalhe. E o que me apetecia mesmo era ir para a praia. Era isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dasssssssssse!

08.04.10
Se isto não acontecesse só no site e aparecesse também na revista em papel, eu era gaja para cancelar a minha assinatura da revista na hora. Haja pachorra...

Adenda: gosto do que a rapariga faz na Time Out. Mas lá está, é uma coisa num sítio adequado a essa coisa. Sábado e crónicas-pipoca, para mim, enquanto leitora da Sábado, não liga. Esclarecidos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

15:05

08.04.10
Vou acaba um trabalho no andar de baixo. E depois, lá para as 15h30, vou almoçar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda da medula óssea

08.04.10
Para quem quer inscrever-se e não sabe onde ir... aqui fica o calendário das brigadas. Vão. Não custa nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Há um ano...

08.04.10
Ait Benhaddou, Marrocos

Uma das viagens que mais vontade me deu de conhecer o resto do mundo. E Marrocos como deve ser.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Era uma vez...

08.04.10
... um porradão absurdo de bolachas.

A menina produz. A menina traz uma caixinha para o trabalho, para ir depenicando. O patrão da menina vem à sala da menina e rouba duas. Depois vem outra vez e rouba mais duas. Depois o colega do andar de baixo vem à sala da menina e rouba duas. Depois vem o patrão novamente e... já se sabe.

No dia seguinte a menina traz um tupperware com bolachinhas para o colega do andar de baixo. Mas o patrão continua a via à sala da menina e a roubar aos pares. Se a menina se zanga? Claro que não!

Autoria e outros dados (tags, etc)

24 Hora a Hora

08.04.10

De vez em quando faço o que fiz ontem: compro livros de autores portugueses de quem nunca ouvi falar. Este comprei-o e li-o ontem. É pequenino (99 páginas) e lê-se bem. São 24 contos, sobre 24 personagens, durante 24 horas (não se passa em 24 horas, mas as horas servem de referência). Não desgostei.

O problema: o de sempre... erros, gralhas, falta de revisão de textos. Um exemplo gritante (ou dois, pronto): "concerteza". Está errado. É "com certeza". Outra: no meio de uma frase aparece qualquer coisa como isto "afim de fazer...". Está errado. É "a fim de".

Chateia-me comprar livros para depois me deparar com isto. Chateia-me ir ver a "ficha técnica" e perceber que não houve revisão. Ninguém é infalível. Mas há que evitar falhar. E apeteceu-me (juro) mandar um mail para a editora a oferecer-me para rever textos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Leve

07.04.10
É como me sinto agora, depois de ter ido fazer a inscrição para doadora de medula. Fui com ela. Demorou 10 minutos (e foi este tempo todo porque eu quis dar sangue - e afinal não pude). É a coisa mais simples do mundo: chegar, preencher uma ficha, responder a duas ou três perguntas, esticar o braço, sentir uma picada, pôr um penso rápido, levantar e vir embora. E não consigo perceber porque é que só fiz isto agora. Estúpida.

(Miúda, vamos combinar almoço!!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Finalmente

06.04.10
Encontrei um sítio pertinho onde ir dar medula. Amanhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Bettencourt

06.04.10
Aqui a cantar-me ao ouvido (salvo seja!). Delicious!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

(Mais dos) Livros

06.04.10
... mais uma facadinha na minha promessa de não comprar livros este ano. Chama-se "O Islão Explicado". Ah e tal, deves ter a mania. Pois tenho. Tenho a mania de que há umas quantas coisas que eu quero saber antes de morrer. E perceber o Islão (e o Judaísmo, vá) é uma delas. Ao "O Caminho para Avignon" (coisa de inspiração católica até aos ossinhos - ainda que romanceada) seguir-se-á um não-romance (um ensaio, pronto) sobre o Islão. Com direito a glossário, bibliografia e a uma lista de datas importantes para a cultura.

(E não, não dou para o peditório de que os muçulmanos são todos terroristas e fundamentalistas e de que as mulheres, coitadinhas, são umas mártires. Há de tudo, como em todo o lado).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

05.04.10
As palavras engasgam-se. Não sai nada. Nada do que se possa dizer ajuda. Não sei o que é passar por aquilo. Não faço ideia do que sente quem perde um filho, um irmão, um neto. Não sei. Sei o que é perder um avô, mas não tem comparação, acho. Mais do que isso, não imagino o que será a angústia de viver anos (ou meses ou dias, não importa) com o fantasma do cancro a rondar. Não sei o que é, e espero nunca saber.

Mas sei que tenho pena de não ter conhecido a N. Porque às vezes precisamos de uns banhos de realidade, de umas wake-up-calls que nos ensinem alguma coisa, que nos façam dar mais valor à vida. E com a Me e com a história de vida da N. aprendi a fazer HOJE, a dizer HOJE, a viver HOJE. Porque acho que mesmo das coisas más há que retirar sempre o que há de bom. Mesmo que doa.

E da Me, continuo a dizer o mesmo: que coragem... que lição de vida... Obrigada por fazeres parte da minha vida. E por me deixares fazer parte da tua.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ovos e coelhos

05.04.10
Farta (fartíssima) de ovos e coelhos e folares e demais comida agoirenta, resolvi que ia ser diferente e que não me ia render aos ovos kinder nem às amêndoas de chocolate. E passei uma manhã na cozinha, a fazer três fornadas de bolachas. Depois embrulhei às meias dúzias, duas de cada tipo, em papel celofane amarelo. Amarrei com uma ráfia cor de rosa e entreguei a quem de direito. Este ano não há amêndoas, fiz estas bolachas, espero que gostem. Foi o que disse quando as entreguei. E acho que ninguém tem coragem de desfazer os embrulhos e atacar as bolachas. Parvos. Estão tão boas... (digo eu, que acabei de comer a última das que me sobraram).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda da mudança da hora

05.04.10
Ainda não me habituei à hora nova. E isso faz com que, às 17h35, ache que são 15h35 e esteja descontraída da vida, a trabalhar. E se não desse pelas horas agora, aposto que às 20h ainda aqui estava, calma e tranquila, a achar que era mais cedo...

(Podia dizer que AMO esta altura em que se começa a sair ainda com o sol a bater na cara).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Sobre Londres, para a Blueberry Nights.

05.04.10
Não visitei o palácio por dentro (que eu não sou de entrar em casa das pessoas sem ser convidada!). Vi por fora, no domingo de manhã. Atenção ao seguinte: o render da guarda é às 11h, dia sim, dia não. Dizem eles que da Primavera até ao Outono é todos os dias, mas quando eu fui ainda era dia sim, dia não. E foi no Domingo. Portanto calculo que haja dia 3, Sábado.

Metade das linhas de metro estão fechadas ao fim-de-semana, por causa de obras. Portanto, é programar as coisas para andar de bus - coisa que, quanto a mim, é muito mais gira! Vês a cidade por cima e vale bem a pena.

Do tempo: frio, nuvens, chuviscos ocasionais. Só na 2ª feira, dia em que viemos embora é que choveu em modo London Style: chuva fraquinha, mas ininterrupta.

Se precisares de mais dicas, maila-me.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A minha Páscoa

01.04.10
Começa daqui a hora e meia: bolos, sobremesas e biscoitos, só para começar. Este ano não dou amêndoas. Dou bolos feitos por mim. Prometo fotos e update do tasco do lado assim que regressar ao adorável mundo da net.

Para vocês, uma doce Páscoa. E não se esqueçam: um minuto na boca, uma vida nas ancas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A minha filha

01.04.10
Diz que eu sou a melhor amiga dela. Eu, que não acho nada bem esta coisa das mães serem as melhores amigas das filhas, fico deliciada. Felizmente ela di-lo porque ainda não tem noção. Eu não quero ser a melhor amiga dela. Acho que há coisas que se partilham com a melhor amiga e que não se partilham com a mãe. Quero educá-la com toda a abertura, falar com ela sobre tudo, mas não faço questão que me conte os pormenores da primeira vez que for para a cama com alguém, por exemplo. Há tempo e espaço para tudo. E daqui a uns anos ela vai passar pela fase em que a mãe é a pessoa mais idiota à face da Terra e o resto do mundo é que é fixe. Depois há-de passar-lhe. E seremos amigas. Tal como me aconteceu com a minha mãe, com quem passei a dar-me realmente bem depois de ter saído de casa. Mas a minha mãe não é nem nunca foi a minha melhor amiga. É a segunda pessoa que mais amo no mundo, tem o lugar dela e dali nunca há-de sair. Mas é a minha mãe. Não é a minha melhor amiga.

Autoria e outros dados (tags, etc)

New year, old lie

01.04.10
Durante muitos anos a minha mentira de 1 de Abril foi "estou grávida". Depois houve um ano em que, graças a avaria do blogger, não pude dizer que estava grávida. E oito dias depois descobri que estava mesmo, portanto não teria sido mentira. Depois nunca mais usei isto para brincar. Nem este ano. Não estou grávida (e isto é verdade) nem sei quando vou estar (isto também é verdade).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Sobre o bullying

01.04.10
Quem já foi vítima disto ponha o dedo no ar!

Eu também fui, claro. Então não havia de ter sido? Miúda mais feia da turma, sempre. Óculos enormes, sempre. Óptimas notas, sempre. Dava-me bem com os professores (porque não lhes fazia a vida negra, pronto), sempre. Dona de um nome esquisito e dado a brincadeiras parvas. Claro que eu era nada mais, nada menos que o alvo ideal dos meus colegas que se achavam muito superiorezinhos. Principalmente das raparigas que, sendo burras que nem calhaus da calçada, não tinham outro remédio senão armar-se em boas por outros lados. Portanto era vê-las com grandes (pequenas, na verdade) mini-saias, ares arrogantes, armadas em más, a gozarem-me, a atacarem-me, a ameaçarem que me batiam. E porquê? Porque eu me recusava a ajudá-las nos testes, nos trabalhos, etc. E por todas as minhas características acima descritas. Ah, e porque respirava.

Azar o delas: eu continuei a ser boa aluna, entrei para a faculdade e tudo, coisa que nenhuma delas fez. Continuo a usar óculos. Continuo feia. Continuo a não fazer a vida negra a ninguém. E continuo a ignorá-las quando passo por elas, nas caixas de supermercado lá da terra, que é onde acabaram todas.

A minha resposta para elas foi sempre a mesma: não lhes ligar nenhuma. Ignorar. Deixá-las andar. E agora é o que se vê. Lá andam elas, pobres coitadas, loiras de raízes pretas, a passar coisas no supermercado (nada contra, atenção! Mas eram tão boas, tão melhores que toda a gente que acabaram ali...). Passou-lhes a arrogância, claro.

A minha sorte foi sempre a mesma: ter estrutura para aguentar a coisa. Passei seis anos a ser gozada e isso não me fez mossa. Segui a minha vida. Fiz o que tive que fazer. Namorei - ao contrário do que era esperado, já que eu era o patinho (muito) -, saí, fiz amigos. Algumas das pessoas que me gozavam acabaram por meter a violinha no saco e hoje, quando nos encontramos, falam-me normalmente. Porque nunca lhes dei a resposta que esperavam e isso foi a minha chapada de luva branca para eles. Para as outras desorientadas é que não. Para essas o desprezo foi sempre a melhor resposta. E para quem tem por objectivo magoar, achincalhar, mandar a baixo, não obter qualquer resposta deve ser do mais frustrante que há. Mas comigo a coisa funciona (quase) sempre na base do tiro à água. É sempre ao lado. Azar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olhos em bico

01.04.10
É o que tenho agora. Ok, já tinha de origem, mas agora estão mais. E fome. Também tenho fome. Era isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 3/3




Pesquisar

Pesquisar no Blog  








Para vocês





Partners







WOOK - www.wook.pt












Eu e os Livros

2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Lénia has read 2 books toward a goal of 30 books.
hide

Follow me!






Arquivos

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D